Entrevistas – Marilu Martinelli

  PROGRAMA DE EDUCAÇÃO EM VALORES HUMANOS Entrevista feita em 2oo8 *Léo*: Como foi essa transição de atriz para consultora? *Marilu*: Eu larguei a carreira há 25 anos Na verdade eu tive que deixar a minha carreira de atriz. Não tive outra alternativa porque meu pai tinha um laboratório de produtos farmacêuticos. Era um laboratório de família, uma indústria de família . Com a morte de minha mãe, ele dividiu as ações e, desta forma,

Ler mais

Entrevista – Carminha Levy

  CARMINHA LEVY – A MÃE DO NEO-XAMANISMO DO BRASIL   Entrevista feita em 2007 Léo Artese (LA): Gostaria que você falasse um pouco da infância da Carminha… Carminha Levy (CL) : A minha infância começa com eu nascendo com aquela película, empelicada (uma película que cobre o corpo no nascimento:um dos primeiros sinais de iniciação xamânica). Desde cedo eu via os seres da natureza, morei no sertão. Nasci em Pernambuco, há 73 anos atrás.

Ler mais

A Magia do Toque

   Magia do Toque As crianças não se deixam enganar por palavras…  pelo toque elas sentem se podem confiar ou não…reagem às mínimas oscilações de quem toca… As crianças são um excelente teste para saber se o toque é bom… se o terapeuta é bom… (SANDOR, in DELMANTO,1997:53) Os estudos sobre a massagem também estão relacionados ao toque, ao contato com o próprio corpo e também ao do outro. Este toque representa a grande questão

Ler mais

Entrevistas – Shairy – Taky Samy

*Tatiana Costa*: o Shairy é um xamã equatoriano, é um índio de Otavalo, filósofo, possui uma escola para crianças. Ele segue o caminho do coração. Faz curas com musica e com danças.  Fala bastante da sabedoria Takysamy e do Condor Blanco. Viaja o mundo falando e fazendo curas. Entrevista feita em 2008 Shairy: Primeiramente quero agradecer ao grande Espírito, nosso pai e mãe que nos permite este encontro de corações. Eu falo mais de corações,

Ler mais

Terapia Xamânica e Fator de Autocura

  Do paleolítico datam as primeiras manifestações do Xamanismo. As pinturas rupestres (rituais de caça e de cura) nos atestam esta presença. Fenômeno universal, dominou a Ásia Central e Setentrional e as regiões árticas. Hoje é mais atuante nas Américas e na África. O MITO – Miticamente nos primórdios da Humanidade, os homens encontravam-se num caos, tanto exterior como interior, dizimados pelo demônios da doença, da fome e da morte. No seu desamparo, pediram ajuda

Ler mais