5. Hunkapi

Hunkapi – Ritual do PARENTESCO Livro – Black Elk Speaks   No ritual do parentesco; hunkapi; estabelecemos um vínculo que reflete no plano terreno o parentesco real que nunca deixou de existir entre o homem e o Grande Espírito. Visto amarmos a Wakan Tanka em primeiro lugar, e mais que a nenhuma outra coisa, devemos amar também a nosso próximo e reforçar os laços que podem nos unir, ainda no caso em que pertençam a outras tribos. Realizando este

Ler mais

Resgate da Alma

Por Sandra Ingerman Imagine-se sentado em um círculo, com outros membros de sua comunidade. Vocês se juntaram a fim de auxiliar um membro da comunidade, que está sofrendo uma experiência traumática. Você sabe que se uma pessoa está sofrendo e doente, isto afetará toda a comunidade. Assim, vocês vieram ajudar a fechar o círculo onde ocorrerá a cura. Está escuro e as estrelas brilham fortemente no céu. O ar está parado. Todos se sentem seguros

Ler mais

Perda e Resgate da Alma

  Ao longo de nossas vidas, vamos sofrendo uma série de traumas, abusos, e outras situações que vão “enfraquecendo” a alma, até que em algum dado momento um choque maior provoca o que em alguns sistemas xamânicos se denomina perda, ou fragmentação da alma, ou como é conhecido no Peru, susto. Na perda da alma, parte da energia, da alma ou, ainda, da sombra(nos Andes o conceito de sombra seria similar ao duplo-anímico), se afasta

Ler mais

Caminho Espiritual – Sabedoria

Extraído de Sun Bear Book – Dancing with the Wheel Fisico : Reconhecer os limites do corpo. Relacionar melhor o clima com o trabalho. Reconhecer o que é bom para a gente. Agir no que se tem conhecimento. Mental : Habilidade de discernimento. Experiência, equilibra a experiência com o entendimento. Obter discernimento, entendimento e saber aplicar. Emocional : Quando se deseja ser mais espontâneo. Espíritual : Para trabalhar em nível filosófico. TOTENS : SABEDORIA Direção Sul

Ler mais

O que é um Xamã

Em cada clima e cultura surgem almas que vivem a hora mágica da realidade. No texto, *Craig Chalquist* , fala que os xamãs são iniciados numa maneira consagrada de ser, sua ocupação está no não ordinário, no interior, na iluminação pelos sonhos, no intangível. Não sendo nem sacerdotes, nem curandeiros, algumas vezes funcionam como tal, são chamados de feiticeiros, magos, psíquicos, yogis, médiuns, místicos, videntes, bruxos.   Têm sido tocadores de tambor e dançarinos, artistas

Ler mais