Resgate da Alma feito por um Xamã

Resgate da Alma feito por um Xamã

Imagine-se sentado em um círculo, com outros membros de sua comunidade. Vocês se juntaram a fim de auxiliar um membro da comunidade, que está sofrendo uma experiência traumática. Você sabe que se uma pessoa está sofrendo e doente, isto afetará toda a comunidade. Assim, vocês vieram ajudar a fechar o círculo onde ocorrerá a cura.

Está escuro e as estrelas brilham fortemente no céu. O ar está parado. Todos se sentem seguros nos braços amorosos do universo e não há dúvidas de que a cura acontecerá a todos presentes.

O xamã começa a tocar o tambor e a dançar, chamando para si o poder do universo, enquanto coloca de lado seu ego e se transforma em um recipiente vazio, que se enche com a ajuda dos espíritos.

O cliente encontra-se parado no meio respirando profundamente, e assim entrando em um estado receptivo, para receber novamente sua alma perdida; sua vitalidade perdida.

O xamã canta sua jornada em voz alta, enquanto tenta descobrir para onde a alma do cliente fugiu. Assim que a encontra, devolve-a para dentro do coração do cliente, cujo corpo é preenchido pela luz da vida.

A felicidade toma a todos, pois quando um membro se cura, todos se curam. A comunidade está novamente inteira e pode viver em paz e harmonia.

O trabalho foi realizado.

Xamanismo é a mais antiga prática espiritual conhecida pela humanidade. Através de evidências arqueológicas, sabemos que xamanismo é praticado pelo mundo inteiro há pelo menos 40.000 anos. Entretanto, muitos antropólogos acreditam que a prática surgiu a cerca de 100.000 anos. E o mais incrível é que xamanismo ainda é praticado pelo mundo afora hoje em dia. Uma prática tão antiga e que ainda é praticada até hoje em dia tem que ser poderosa.

A palavra xamã vem da tribo siberiana Tungus e significa “aquele que enxerga no escuro”. Xamanismo vem sido praticado em partes da Ásia, Europa, África, Austrália, Groenlândia, e entre os nativos das Américas do Norte e do Sul.

Um xamã é um homem ou uma mulher que interage com os espíritos para descobrir os aspectos espirituais de uma doença, realiza o retorno das almas, adquire informações divinas, ajuda os espíritos de pessoas falecidas a transcenderem, e realiza uma série de cerimônias para a comunidade. Xamãs possuem muitas funções dentro das comunidades tribais. Eles atuam como curandeiros, doutores, sacerdotes, psicoterapeutas, místicos e historiadores.

Os xamãs procuram a forma espiritual da doença, que pode se manifestar em nível emocional ou físico. Quando eu fiz a pesquisa para meu livro Soul Retrieval Mending the Fragmented Self, descobri que a maior parte das culturas xamanistas do mundo acredita que a doença é causada pela perda da alma.

Dizem que sempre que sofremos um trauma físico ou emocional, um pedaço de nossa alma deixa o corpo, tentado sobreviver ao trauma. A definição de alma que utilizo é a nossa essência, força vital, a parte de nossa vitalidade que nos mantém vivos e prósperos.

Os tipos de trauma que poderiam causar a perda da alma em nossa cultura são: qualquer tipo de abuso sexual, físico ou emocional. Outras causas seriam: um acidente, estar em meio a uma guerra, ser vítima de um ato terrorista, agir contra nossa moral, estar em meio a um desastre natural (um incêndio, furacão, terremoto, tornado, etc), cirurgia, vícios, divórcio ou morte de um ente querido.

Qualquer evento que cause um choque pode causar a perda da alma. E um acontecimento que causa a perda da alma em uma pessoa pode não ter o mesmo efeito sobre outra. Xamãs acreditam que despertadores podem causar a perda de alma. Acredito que todos nós sabemos o que isto significa.

É importante entender que a perda de alma é algo de bom que nos acontece. É assim que sobrevivemos à dor. Se eu soubesse que estava para sofrer um acidente de carro, o último lugar onde desejaria estar na hora do impacto seria no meu próprio corpo. Meu psicológico não agüentaria esse tipo de dor. Por este motivo, nossa psique possui este brilhante método de autodefesa, onde parte de nossa essência, ou alma, deixa o corpo, para que não sintamos todo o impacto da dor.

Na psicologia, chamamos este método de dissociação. Mas na psicologia, eles não falam sobre o que exatamente é separado e para onde essa parte vai. No Xamanismo, descobrimos que parte da nossa alma deixa o nosso corpo, e vai para um território que xamãs denominam como realidade não ordinária, onde espera até que alguém intervenha nos reinos espirituais e facilite seu retorno.

Mesmo que a perda da alma seja um mecanismo de sobrevivência, o problema do ponto de vista xamânico é que a parte separada raramente volta ao corpo por si própria. A alma pode se perder, ou ser roubada por outra pessoa, ou ainda não sabe que o trauma já passou e que é seguro voltar.

Sempre foi função do xamã entrar em um estado alterado de consciência e descobrir para onde a alma escapou, entre as realidades alternativas, para enfim trazê-la de volta ao corpo do cliente.

Há vários sintomas comuns de perda de alma. Um dos mais comuns é a dissociação, em que a pessoa não se sente completamente em seu próprio corpo, ou completamente engajada em sua vida. Outros sintomas incluem depressão crônica, tendências suicidas, síndrome de estresse pós-traumático, problemas de deficiência imunológica, e aflição que simplesmente não acaba. Vícios também são sinais de perda de alma e dai a necessidade do resgate da alma, pois buscamos fontes externas para preencher os espaços vazios dentro de nós, seja com substâncias, comida, relacionamentos, trabalho, ou comprando coisas materiais.

Volta e meia, alguém diz: Nunca mais fui o mesmo, desde tal evento… e isso não indica que a perda de alma ocorreu de uma forma positiva.

É visível quanta perda de alma ocorre hoje em dia, conforme colocamos o dinheiro acima da vida. Toda vez que alguém diz termos que matar outras formas de vida a fim de ganhar dinheiro, essa pessoa está sofrendo perda de alma. Toda vez que alguém acha que comprar outro carro ou juntar mais riquezas materiais trará felicidade, essa pessoa está sofrendo perda de alma. Como é possível observar, hoje em dia ocorre uma grande quantidade de perda de alma planetária, devido ao modo como agimos uns com os outros e com toda a vida.

Estado de coma também é perda de alma. Mas no caso da coma, uma parte maior da alma se encontra fora do corpo. É muito complicado lidar com estados de coma hoje em dia, por vários motivos. É necessária muita habilidade do xamã para descobrir para onde está indo a alma. Será que a alma deseja voltar ao corpo ou será que ela precisa de ajuda para voltar, o que levaria à morte do paciente? Há muito o que dizer sobre este tema, que vai além da extensão deste artigo.

Hoje em dia, há o ressurgimento do interesse na prática de xamanismo e o resgate da alma. Agora, possuímos centenas de maravilhosos profissionais xamânicos, que introduziram novamente a prática do resgate da alma à nossa cultura.

É interessante remarcar que como a perda de alma era bem explicada em culturas xamânicas, as pessoas que sofriam traumas recebiam tratamentos de recuperação da alma até três dias após o trauma ocorrido.

Como hoje em dia não se pratica tanto a recuperação da alma, os profissionais modernos passam dez, vinte, trinta, quarenta ou mais anos em busca de partes perdidas de almas.

Ainda nas culturas xamânicas, as pessoas sabiam o que estava fora de equilíbrio em suas vidas, e possivelmente o que causou uma doença ou problema.

Em nossa cultura, não estamos cientes do que pode estar em desarmonia e, portanto, causando-nos uma doença. E como muitas vezes a perda de alma aconteceu quando éramos muito jovens, não conhecemos os padrões inconscientes em que vivemos devido à nossa primeira perda de alma. Estamos sempre tentando recuperar nossa alma. Fazemos isso repetindo o mesmo trauma constantemente. Os nomes envolvidos em nossa história de vida podem mudar, mas a história tende a ser sempre a mesma.

Os efeitos obtidos pela recuperação da alma variam de pessoa para pessoa. Algumas pessoas se sentem mais ligadas aos próprios corpos, mais sólidas. Algumas pessoas se sentem mais leves e uma forma de viver mais prazerosa acontece em retorno. Algumas memórias de traumas passados podem ser ativadas, trazendo à tona muitos sentimentos que devem ser trabalhados. E para algumas pessoas, os efeitos são sutis demais, sendo percebidos apenas após o trabalho de integração de alma.

Conforme as pessoas se sentem mais presentes em seus corpos e no mundo, tornam-se mais conscientes do comportamento que tira seu equilíbrio e harmonia.

Quando ficamos entorpecidos, devemos estar cientes de que as coisas não estão no lugar neste mundo, mas nos distraímos facilmente do sentimento de que precisamos mudar. Quando estamos “espiritualizados”, não há lugar para onde voltar e nos inspiramos mais a mudar nossas vidas.

Eu acredito que quando uma pessoa tem sua alma de volta, ela possui um trabalho a realizar. Se a pessoa já realizou muitos trabalhos pessoais, o resgate da alma pode ser o fim desses trabalhos. Caso contrário, o resgate da alma seria o começo de seu trabalho.

Agora, é dever do cliente saber como criar um modo de vida saudável e atrair relacionamentos sadios que trarão integridade e uma vida cheia de salubridade. Como desejamos utilizar a energia que retornou devido a o resgate da alma e nossa criatividade que também voltou para criar um presente e um futuro positivos para nós? E como trazer paixão e sentido de volta à nossa vida, para que possamos prosperar, ao invés de sobreviver? Todos esses assuntos, que chamo de “vida após a cura”, são cruciais para criar uma cura definitiva após o resgate da alma.

Eu escrevo sobre as práticas espirituais que podemos incorporar as nossas vidas, a fim de criar presente e futuro positivos em meus livros Welcome Home: Seguindo Sua Jornada da alma para casa =Following Your Soul’s Journey Home e Medicine for the Earth: Como Transformar Toxinas Pessoais e Ambientais.

Conforme vocês lêem estas palavras, certamente enxergarão a relevância do recuperação da alma em suas próprias vidas e a importância de ajudar as pessoas a se “espiritualizarem” novamente, para o bem de nosso planeta.

Este é um trabalho vital para os tempos modernos. A Terra quer seus filhos em casa, e os quer em casa agora. É hora de voltar para casa e tomar o lugar que é nosso por direito de volta na terra. É nosso direito de expressar nossas almas e criar o mundo onde desejamos viver. E é nosso direito brilhar tanto quanto as estrelas. É hora de compartilharmos novamente a luz do mundo.

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site


©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?