Movimento Semeadores Da Natureza

Somos um “microcosmo”
Somos parte de “algo maior”.
Somos filho da Terra.
Partes de uma “Terra Viva.”

Inspiração e Motivação

De agosto de 2017 a julho de 2018, foram destruídos quase 8 mil km² de vegetação, ou seja, cerca de 1,18 bilhão de árvores foram derrubadas!!! Essa área é equivalente a 987.500 mil campos de futebol ou 5,2 cidades de São Paulo.

O desmatamento nas áreas protegidas da Amazônia avançou. Nas duas primeiras semanas de maio de 2019, a área desmatada já soma mais da metade de tudo que foi derrubado nos nove meses anteriores.

Ecoxamanismo

Nós, “do Xamanismo”, temos nos unido para proteger o Planeta , numa guerra pacífica e silenciosa, através de preces e vibrações, procurando plantar uma semente de amor nos corações daqueles que não reconhecem sua Mãe, daqueles que lutam por um mundo ilusório, daqueles que não percebem as belezas da Criação. Sabemos que a melhor maneira de agradar ao Criador, é respeitando, honrando, e preservando a sua Criação.

Porém, agora nesses tempos sombrios que assolam a saúde do nosso planeta, já temos a certeza de que só rezar não é o bastante. Chegou o momento de tomar atitudes concretas. O desaparecimento de uma parte substancial de nossas florestas, já afeta e afetará muito mais o Brasil e o mundo de forma impiedosa.

A falta de interesse dos governos, aliados aos interesses dos ruralistas e empresários do agronegócio para com a preservações do meio ambiente, é a principal causa da destruição e dos incêndios florestais que não cessam. O resultado disso é o aumento das emissões de gases do efeito estufa responsáveis pelo aquecimento global, que contribuem para as mudanças climáticas que afetam a todos.

Infelizmente, também as grandes religiões não têm tempo para a ecologia espiritual, assim como a cultura e o modelo de pensamento consumista atuante. O homem está negando seu relacionamento natural e as religiões se preocupam em exaltar crenças inspiradoras, preparam os fiéis para uma vida melhor após esta, um mundo melhor, e com muito pouca exceção, lembram que a nossa Mãe Terra é o melhor lugar para vivermos as nossas vidas carnais, e o que fizermos hoje, irá comprometer a qualidade de vida para aqueles herdarão a Terra. As Grandes Religiões inspiram e apontam para uma vida eterna fora deste planeta e pouco se preocupam em honrar as realidades do espaço sagrado em que vivemos.

O xamanismo é a “Religião da Terra”, pois resgata a relação sagrada do homem com o planeta. O resgate dos festivais sazonais (Solstícios e Equinócios), por exemplo, não marcam apenas a jornada do Sol, mas também os pontos críticos das estações, o ciclo agrícola, nossas emoções, hábitos. Essas “Forças Verdadeiras”, acessadas desde o princípio na história espiritual da Terra, são resgatadas através dos séculos e podemos senti-las atuando em todos os momentos. Vejo a possibilidade de um futuro com as estações totalmente alteradas. Não podemos ficar parados e assistir essa destruição que se repete ano a ano

Várias tradições xamânicas falam de um “Novo Tempo” que virá com o retorno dos antigos xamãs que reencarnariam em outros povos, com outra linguagem, com outra cor de pele, transmitindo a linguagem do Amor Universal, promovendo o reencontro do homem com o Sagrado, para que possamos todos juntos Caminhar na Beleza e na harmonia com cada ser vivo, caminhar em equilíbrio na nossa Mãe –Terra.

Nós, que praticamos o xamanismo, temos a responsabilidade de cuidar da Mãe – Terra e por todas as crianças, temos uma missão de cura planetária, tanto no tocante à qualidade ambiental, como energética e espiritual. Jamais poderemos ser os verdadeiros doentes a viverem em Planeta doente, nunca teremos a paz sem que os outros pareçam estar em guerra, não evoluiremos se não fizermos uma parte que nos cabe. Procuramos nos harmoniza com a Criação, para poder honrar o Criador.

Tudo está Conectado!

Estamos diante do grande desafio de tecer teias que integrem a realidade ecológica , com nossas comunidades. A “Obra da Criação” perpetua-se através do homem/mulher. A cada dia estamos criando um Mundo Novo, através da cadeia de pensamentos, palavras e atos. O que estivermos fazendo à Terra, estaremos fazendo a nós mesmos e às gerações futuras. Respeitar a Terra é respeitar o seu Criador. Quando sentirmos a religação entre todas as coisas vivas e as que já passaram sobre a Terra, assim, compreenderemos que todas as histórias fazem parte da nossa história.

Por Todas As Nossas Relações

Quero finalmente, trazer a essência do que acredito :

Nós podemos criar um Novo Mundo!

Pensar assim é muito mais construtivo do que esperarmos e nos prepararmos para um fim. Somos filhos de um Deus Criador amoroso, um Grande Espírito, que nos ama. Somos “A Luz do Mundo”, e temos a oportunidade de melhorar nossa qualidade de vida e a de todos dessa aldeia global chamada Terra. Esse novo momento nos impulsiona a olhar dentro de nós mesmos, a aperfeiçoar nossa personalidade, repensarmos as virtudes humanas e a ética, a tornar a nossa vida mais simples para que possamos ser ao invés de parecer.

Para tanto, estamos iniciando o “Movimento Semeadores da Natureza” que visa, com ações práticas, influenciar na paz, a população, os líderes e governantes de nosso país e do Planeta. E assim vamos prosseguir nossas vidas, na jornada da nossa alma, em direção aos nossos sonhos,  defendendo nosso meio-ambiente, e que o Grande Espírito nos abençoe.

 O Movimento

A Missão

Inspirar a opinião pública, com ações práticas e pacificas, à preservar o meio ambiente de forma a influenciar os governantes para a necessidade de políticas públicas que tenham o objetivo de preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e as mudanças climáticas que afetam a todos.

Visão

Criar uma rede internacional que possa unificar as práticas ecológicas tais como: campanhas de plantios de árvores, flores, frutas e legumes nos campos e nas cidades com mudas e sementes orgânicas, recaptação e purificação das águas e da terra, realizar palestras e apresentações, shows e campanhas e encaminhar petições, organizar feiras orgânicas e vivencias de biocontrução, disponibilizar cursos e apostilas, vistas à comunidades autossustentáveis, etc.

 

Valores

  • Ter sempre em vista a “pureza” como virtude, seja com plantios, adubação, mudas, sementes, evitando agentes químicos, transgênicos ou poluentes de qualquer espécie.
  • Praticar eventos pacíficos e educacionais
  • Amor pela Mãe-Terra e suas criaturas

Extensão

Esse movimento é promovido pela IAUSH – INTERNATIONAL ALIANCE OF UNIVERSAL SHAMANISM – a Aliança Internacional de Xamanismo Universal que é constituída por multiplicadores e parceiros do centro de Estudos de Xamanismo Voo da Águia. A IAUSH é integrada por representantes da Europa (Itália, Espanha, Eslovênia, Dinamarca, República Tcheca, Grécia) América do Norte (Canadá, EUA, México) Caribe (Jamaica) América do Sul (Brasil e Chile) e outros países que começam a se integrar no Movimento Xamanismo Sem Fronteiras.

Estratégia e Unificação dos Equinócios

Nossa estratégia inicial, será no dia 21 de setembro, (Equinócio de Primavera/ Outono e Dia da Árvore) e iniciar uma campanha de plantio de árvores e mudas e sementes de acordo com o Calendário Agrícola. Estamos trabalhando com os multiplicadores da roda de estudos Voo da Águia. Em cada estado/cidade o multiplicador irá organizar um movimento para plantio de mudas de árvores em seus respectivos lugares com sua rede. Paralelamente no Hemisfério Norte estaremos trabalhando o plantio de semente no Outono com a Aliança. Então seria no Hemisfério Sul as mudas e no Hemisfério Norte as sementes.

Vamos instalar um “arvorômetro” (um contador de árvores) que ficará ativado até o dia 21 de dezembro (Solstício de Verão e de Inverno) a fim de contabilizar diariamente nosso movimento. Iramos recolher os vídeos e fotos de todos os locais e dar bastante visibilidade nas redes sociais.

Está prevista também a união com outros movimentos a fim de fortalecermos e multiplicarmos a nossa campanha.

Este projeto poderá sofrer alterações de acordo com os resultados e os insights provocados.

Na nossa reunião virtual na lista dos multiplicadores brasileiros tivemos as seguintes ideias que poderão somar-se à sua também:

  • Podemos então montar um grupo pra começarmos a fazer as plantações quando entrar a primavera…. Depois que montar um grupo estratégico, vamos juntos montar como será esse movimento…dar um agito geral nas comunidades xamânicas como um trabalho de Ecoxamanismo.
  • Estamos unidos com a proposta de desenvolver ações ambientais como produção e plantio de mudas de árvores e plantas no geral como ação ecológica para resgatar nossa consciência de cuidados com a natureza, inspirando outras pessoas a iniciarem essa prática.
  • Pesquisar de árvores, plantas no geral de acordo com região, clima e estação.
  • Pesquisar como adquirir mudas ou produzi-las para realizarmos as ações de plantio
  • Produção orgânica como conseguir, dicas para cultivo, onde comprar
  • Conscientizar a população do uso de agrotóxicos e como mostrar alternativas para população no geral se libertar desse mal
  • Precisamos de um responsável por desenvolver as ações propostas em cada região do país e do mundo para podermos expandir de forma integrada todos conectados
  • Acionar mídias sociais, divulgação na internet, entre outros veículos de comunicação.
  • Estratégias de incentivo para as pessoas plantaram em casa, ervas, alimentos, plantas ornamentais.
  • Ações educativas em escolas, centros comunitários, empresas.
  • Tive um insight de um projeto social chamado “plantando amor” simplificando a ideia seria reunir pessoas, desenvolver uma apresentação para escolas falando do cultivo e preservação do meio ambiente, o grupo se apresentaria nas escolas de sua região levando uma mudinha de hortelã ou outro chá e um kit simples pra cada criança plantar em casa, mostrando que podemos cultivar e nos alimentar da natureza… Esse é um projeto que venho aguardando parceiros para por em prática… Acredito muito nesse trabalho de conscientização. 
  • Vamos compartilhar nos falar, sugerir, todas ideias são bem vindas, vamos nos apoiar pois a natureza é nossa vida. 
  • No reflorestamento precisamos prestar atenção nos estágios sucessivos da vegetação. Além de identificarmos espécies nativas precisamos ordenar quais espécies deverão ser plantadas primeiro. 
  • incentivar o plantio de plantas que atraem aves e insetos polinizadores e semeadores pois vão dispersar a vegetação mais facilmente 
  • Sobre as plantas de cada estação, podemos observar as plantas q vemos floridas em cada estação, coletar ou tirar foto e postar aqui. Assim vamos formando um banco de dados nosso. Q tal? 
  • Sobre hortaliças, podemos pesquisar quais enraizam bem no outono. Assim sabemos quais podemos plantar por agora. Assim começamos as mudas. 
  • sobre os adubos, podemos compostar nossos restos vegetais com ou sem as minhocas. Sem minhocas, as composteiras de chão são boas pra áreas abertas, como sítios, pois tem-se muito material vegetal morto. 
  • Pois bem o primeiro passo seria criar um manual dos semeadores com as plantas de cada estação, assim como muda sementes possíveis adubos orgânicos e com plantar. 
  • O que acham de construirmos juntos um viveiro de sps nativas? 
  • Primeiramente nós aprendemos juntos a fazer as mudinhas e a identificar as famílias 
  • Fazer um minhocário e uma composteira pra que possamos produzir nosso próprio adubo 
  • No mínimo 4 mudas por pessoa…sem numero máximo 
  • Um evento do ecoxamanismo brasileiro 
  • Podemos convidar o pessoal do yoga, naturistas, esotéricos, ayahuasqueiros, pessoal da Nova Era, umbandistas e do candomblé, bruxaria, ecologistas, espíritas, católicos e outros grupos para se juntarem à nos. 
  • Beleza,,,e criarmos um contador de quantas árvores o movimento vai conseguir plantar por cidade 
  • organizadores de xamanismo, iaush, santo daime, união.Vamos mostrar a importância para a sociedade do eco xamanismo…um mnovimento para repercutir no xamanismo como um todo para o plantio de mudas e sementes 
  • Eu faço isso, todas sementes eu guardo para colocar em terrenos baldios e na mata por caminhos que passo. Às que nascem na minha horta, levamos para os morros da cidades e ficamos observando o progresso. 
  • Precisamos aqui esclarecer o seguinte: Onde serão plantadas?1- Se for na rua é necessária uma autorização, que poderá começar nas subprefeituras. Tem tempo para fazer isso. Essa é a estratégia mais agressiva (positivamente) e cria um impacto muito bom.
  • Caso não se consiga fazer nas ruas, podemos direcionar as pessoas para procurarem sítios, vizinhos, jardins, etc.
  • Pode-se ver uma autorização para plantar em parques, etc. Na frente dos jardins de casas vizinhas.
  • Tudo deve ser registrado com um pequeno videos e fotos…e vermos de que forma faríamos a contagem.
  • Podemos primeiramente pensar nas sps florestais que desejamos (frutíferas por ex), então podemos mapear onde consideramos o plantio, em seguida vamos na secretaria do verde pra pedir autorização com o mapa e a lista de sps (com suas características: prof. de raiz, porte, época de florescimento). Acredito que temos grandes chances de conseguir autorização desta forma.
  • colocar uma plaquinha na árvore com o logo dos semeadores
  • Então dá para plantas frutas….plantas árvores, legumes, flores e saladas….Não todas…mas alguns tipos…Vamos aprender juntos? Precisamos estudar esses posts e mais outros e fazer uma espécie de manual dos semeadores da natureza
  • Acho massa se conseguirmos cada na sua cidade vai iniciando esse mapeamento na união com os irmãos que estão no mesmo lugar  e vamos criar um lugar onde todos podem jogar informação, assim vamos montando um mapeamento cada vez mais completo que se transforma em material pra divulgar cada vez mais e mais fácil!
  • No quarto tópico onde conscientizamos a população do uso de agrotóxicos, podemos trazer ideias de formas criativas de fazer isso!!
  • sobre as mídias, de divulgação ..eu não tenho essas habilidades de desenvolver esse tipo de trabalho, alguém que tenha essa habilidade, mesmo que não seja profissional da área, algo simples pra firmar nas redes o movimento !!? sobre a estratégia de incentivo para as pessoas plantarem e até mesmo para inspirar ações educativas e dar mais base para o projeto que o Willian teve a ideia vou enviar aqui em link de um livro muito pequeno e muito fácil de ler que se chama Sementes para um bairro sustentável, é um download gratuito, uma iniciativa de uma eco vila muito especial em São Roque. Esse livro fala pra além das sementes, ele trans estratégias de interação com a sociedade para esse tipo de interação.
  • sobre a identificação, podemos começar levantando as sps em flor pra sabermos a época da florada e pq com a flor a identificação é mais fácil
  • Podemos identificar árvores e correlacionar toda a fauna que utiliza dela direta ou indiretamente como moradia, alimento, reprodução, abrigo, etc
  • Mostrar que a árvore sustenta uma teia de relacionamento interdependente na natureza, podemos fazer nosso adubo orgânico, nosso substrato, de forma a ter um viveiro sustentável podemos pegar mudas nos viveiros da cidade, como no manequinho lopes (no ibira)
  • como inspiradores, e sementes desta ideia do cuidado com o meio ambiente, gosto muito da ideia de produzirmos mudinhas e plantarmos as mudinhas por nós produzidas. O que podemos fazer em um viveiro, que podemos construir em escolas ou até mesmo em terrenos

Site: https://www.theuniplanet.com/

Pesquisei e gostei muito do site de Patricia Esteves, mestre e doutoranda em geografia humana, vegetariana desde os 16 anos, que criou o site “UniPlanet” de forma a inspirar as pessoas a levaram vidas mais sustentáveis, mais conscientes e com maior respeito pelos animais e pela própria Terra.

Nascido em 2009, o site UniPlanet conta já com 10 anos de divulgação de temas importantes para a nossa sociedade como a sustentabilidade, os direitos humanos e dos animais, a alimentação saudável, a agricultura biológica e a mobilidade urbana. Venceu, em 2010, dois prémios na categoria Ciência e Ambiente e o prémio “Revelação” e, entre 2011 e 2012, conquistou 3 edições do LX Sustentável, patrocinado pela Siemens, com o apoio dos seus leitores. Veja uma das matérias:

Num novo relatório, os cientistas defendem que as árvores urbanas são uma importante estratégia para a melhoria da saúde pública nas cidades.

“ E se as cidades conseguissem, com uma só medida, reduzir a obesidade e a depressão, aumentar a produtividade e o bem-estar e diminuir a incidência de asma e doenças cardíacas nos seus habitantes? As árvores urbanas oferecem todos estes benefícios e muito mais: filtram o ar, ajudando a remover as partículas finas emitidas pelos carros e fábricas, retêm a água da chuva e diminuem as despesas com o aquecimento.

Num novo relatório, realizado pela organização The Nature Conservancy, os cientistas defendem que as árvores urbanas são uma importante estratégia para a melhoria da saúde pública nas cidades, devendo ser financiadas como tal.

“Há muito tempo que vemos as árvores e os parques como artigos de luxo; contudo, trazer a natureza de volta para as cidades é uma estratégia crítica para se melhorar a saúde pública”, disse Robert McDonald, cientista da The Nature Conservancy e coautor do relatório. 

Todos os anos, entre três e quatro milhões de pessoas morrem, em todo o mundo, devido à poluição atmosférica e aos seus impactos na saúde humana. A poluição do ar aumenta o risco de doenças respiratórias crónicas, havendo estudos que a associam ainda às doenças cardiovasculares e ao cancro. As ondas de calor nas zonas urbanas também fazem milhares de vítimas, por ano. Vários estudos têm demonstrado que o arvoredo urbano pode ser uma solução eficaz em termos de custos para ambos estes problemas.

Apesar de todos os estudos que documentam os benefícios dos espaços verdes, muitas cidades ainda não veem a ligação entre a saúde dos moradores e a presença de árvores no ambiente urbano.
Robert McDonald defende a necessidade da cooperação entre diferentes departamentos e a inclusão da natureza nos debates sobre ordenamento urbano.

“Não é suficiente falar-se apenas das razões que tornam as árvores tão importantes para a saúde. Temos de começar a discutir as razões sistemáticas por que é tão difícil para estes setores interagirem – como o setor florestal pode começar a cooperar com o de saúde pública e como podemos criar ligações financeiras entre os dois”, disse o investigador.

“A comunicação e a coordenação entre os departamentos de parques, florestas e saúde pública de uma cidade são raras. Quebrar estas barreiras pode revelar novas fontes de financiamento para a plantação e gestão de árvores.”

Vamos nessa?


O nosso irmão Willian Mathias está coordenando essa organização criando o Grupo “Semeadores da Natureza no whatsapp. Caso queira fazer parte, entre em contato com ele pelo seu perfil do face.  https://www.facebook.com/profile.php?id=100005366565859

Agora que estamos no limiar das jornadas pelo espaço, das tecnologias, da realidade virtual e de um xamanismo universal, espero que essa corrente de consciência se expanda cada vez mais na linha da Luz

Léo Artese

Compartilhe: