Rádio Cipó | Tocando agora:
comprar cd

Mundo doente – crise ambiental

mundo-doente

No xamanismo considera-se a doença como originária do mundo espiritual. A maior atenção não é dada aos sintomas ou à doença em si, mas à perda de poder pessoal que permitiu a invasão da doença . Tenho pesquisado esse assunto em mim mesmo.

O homem foi se afastando de sua origem sagrada com o correr do tempo, foi crescendo tão desordenadamente que criou novas doenças, aumentou a miséria, a exclusão, o medo, a insegurança e a fome. Diminuiu a saúde, a qualidade de vida. As conquistas só satisfazem uma pequena minoria. Cresceram as pestes e as doenças. O mesmo homem que criou toda uma tecnologia para facilitar a sua própria vida, hoje não tem tempo para si mesmo, para sua família. Nunca a natureza se revoltou tanto! O mundo tornou-se muito ameaçador. A agonia do planeta se expressa através de crises ecológicas. Muitos vivem, atualmente, com uma sensação de separação, de isolamento, um sentimento de que deveria existir um sentido maior na vida.

Muitas doenças esquecidas no tempo, tais como a hanseníase, tuberculose (responsável por cerca de 2,9 milhões de óbitos no mundo a cada ano) e outras, voltam a fazer parte dos noticiários. Elas desafiam a medicina atual, com toda a tecnologia, pois se apresentam cada vez mais fortes e resistentes aos tratamentos. Depressão, dengue, aids, câncer, hepatites (6 milhões de infectados B eC ), diabetes, arteriosclerose, doenças cardíacas, câncer, hipertensão arterial, stress, dengue, gripe aviária….Segundo dados da OMS as doenças cardiovasculares, atacam por ano mais de 300 mil pessoas em nosso país, sendo 58 mil casos fatais. O Câncer vem em segundo lugar. Aproximadamente 165 milhões de pessoas morrem no mundo por diabetes, a cirrose está entre as sete maiores causas de morte no Ocidente. O cigarro mata 5 milhões de pessoas por ano no mundo. A malária mata de 2 a 3 milhões de pessoas no mundo por ano. Alista vai longe

A população brasileira duplicou em aproximadamente trinta e cinco anos. Nosso meio ambiente está sendo contaminado por substâncias químicas, chuvas ácidas, destruição da camada de ozônio etc. Os desertos estão ganhando mais espaços no mapa do que as florestas. As grandes religiões não se ocupam da ecologia. O homem foi negando seu relacionamento com a natureza. As religiões se preocupam em exaltar crenças inspiradoras e em preparar seus fiéis para uma vida após a morte num mundo melhor. Não situam a Mãe Terra como o melhor lugar para vivermos; não valorizam a importância do uso sustentável dos recursos naturais para não comprometer a qualidade de vida para as futuras gerações.Saúde é estar em harmonia com a visão do mundo. Sabe-se que o sistema imunológico é violentamente agredido por muitos tipos de comportamentos e pensamentos.

Especialistas da Universidade de Stanford, constataram que 53% dos casos de enfermidades graves são causadas por maus hábitos. Thomas Edison disse certa vez: O médico do futuro não dará remédios, mas interessará os pacientes nos cuidados com o corpo humano, a nutrição, e nas causas e prevenções de doenças.

Li um livro da adventista Ellen G. White, (1827-1915), a Ciência do Bom Viver,encontrei pérolas de sabedoria, princípios da Medicina Sagrada, e que fortalece a máxima xamânica : “ Tudo está conectado”. Compartilho abaixo alguns trechos:

“ O Senhor é quem perdoa todas as tuas iniqüidades, quem sara todas as suas doenças; quem da cova redime a tua vida e te coroa de graça e misericórdia, quem farta de bens a tua velhice, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia. “ ( Salmo 103:3,4,5)

“ O médico deve saber que as leis da natureza são tão verdadeiramente divinas, e que obedecendo-lhes podemos conservar ou recuperar a saúde. Ensinem os médicos ao povo que o poder restaurador não se encontra em drogas (remédios patenteados), porém na natureza.

A doença é um esforço da natureza para libertar o organismo de condições resultantes da violação das leis da saúde. Em caso de doenças, convém verificar a causa. As condições insalubres devem ser mudadas, os maus hábitos corrigidos. Então se auxilia a natureza em seu esforço para expelir impurezas e restabelecer as condições normais do organismo.

meditacao-ecoxamanismo

Ar puro, luz solar, abstinência, repouso, exercício, regime conveniente, uso de água e confiança no Poder Divino. “eis os verdadeiros remédios”. Os uso de remédios naturais requer cuidado e esforço que muitos não estão dispostos a exercer. O processo da natureza para curar é gradual e isso parece vagaroso ao impaciente. Demanda sacrifício e abandono das nocivas condescendências. Mas, no fim, se verificará que a natureza, não sendo estorvada, faz seu trabalho seriamente e bem. Aqueles que perseverarem na obediência as suas leis, ganharão em saúde de corpo e alma.

Bem pouca é a atenção dada em geral a à conservação da saúde. É incomparavelmente melhor evitar a doença, do que saber trata-la uma vez contraída.

É dever de toda a pessoa, por amor de si mesma, e por amor da humanidade, instruir-se quanto às leis da vida, e a elas prestar conscienciosa obediência. Cumpre-lhes estudar a influência da mente sobre o corpo, e deste sobre aquela, e as leis pelas quais são eles regidos.

Ocultas nas profundezas da Terra existem bênçãos para todos quantos tem a coragem, a força de vontade e a perseverança de lhe recolher os tesouros. Para muitos dos que residem nas cidades, sem ter um cantinho de relava verde em que pisar, que olham ano após ano para pátios imundos, becos estreitos, paredes e pavimentos de tijolos e céus nublados de poeira e fumaça – pudessem eles ser levados a alguma região agrícola, circundada de verdes Campinas, matas, colinas e riachos, os límpidos céus e o ar fresco e puro dos campos, isso lhes pareceria quase um paraíso.

Separados em grande parte do contato do homem e da dependência deles, afastados das máximas e costumes corruptores do mundo e de suas tentações, aproximar-se-iam mais do coração da natureza. A presença de Deus seria mais real. Muitos aprenderiam a lição da confiança nEle. Mediante a natureza,ouviriam a sua voz comunicando-lhes paz e amor ao coração, e espírito, alma e corpo, corresponderiam ao restaurador e vivificante poder.

Certa ocasião, Jesus cristo ungiu os olhos de um cego com terra e mandou-lhe: “Vai, lava-te no tanque de Seloé… Foi, pois, e lavou-se e voltou vendo”.

“(João9: 7)”.

A doença nunca vem sem causa. O caminho é preparado, e a doença convidada pela desconsideração para com as leis da saúde. As transgressões da lei da natureza produzem infalíveis resultados, e, ao chegar a doença, muitos não atribuem seu sofrimento à verdadeira origem, mas murmuram contra Deus, por causa de suas aflições. Mas Deus não é o responsável pelo sofrimento que segue ao menosprezo pela Lei Natural.

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site




©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?