Xamanismo Corporativo

Léo Artése

Muitas pessoas atualmente,buscam qualidade de vida no trabalho, como um prolongamento de suas casas, interagindo com os colegas como parentes. Bucam a empresa como uma outra família. Muitas empresas hoje estão mais sensíveis á responsabilidade social, ao meio ambiente, a treinamentos comportamentais.

Empresas sensíveis procuram por estados mais elevados de consciência nas suas equipes, de forma a estarem alinhadas com a responsabilidade de tratar temas como ecologia, liderança, criatividade, qualidade de vida, espiritualidade no trabalho, trabalho cooperativo, comunicação, saúde, lazer, treinamentos comportamentais, sistemas de incentivo, estimulo ao crescimento.

Agora, quais são as ferramentas que asseguram o uso da intuição para tomar decisões importantes. Quais os caminhos que inspiram lideres a fazerem algo fora daquilo que é feito há muitos anos, vencer os paradigmas e conceitos, tomarem decisões inovadoras ?

Praticas xamânicas de diversos povos, consistem em recolhimentos a lugares ermos, selvagens, para a busca de visões, superando provas e buscando um maior sentido da a vida. Hoje vemos empresas investindo em treinamentos “radicais” para seus líderes, como treinamentos de sobrevivência. Atualmente não é incomum encontrar executivos em torno de um acampamento numa região selvagem, em frente a uma fogueira, trabalhando a criatividade, construindo relacionamentos mais sólidos, buscando introspecção, recebendo visões sobre os negócios, meditando no sentido de suas funções e no futuro da companhia que trabalham.

Existem treinamentos que consistem em retiros ao ar livre,e que buscam trabalhar o aumento de percepção, o conhecimento de si próprio, superação de limites e desafios, o espírito competitivo, a negociação, a criatividade, espírito de grupo. Na busca desse um “bom astral” nas empresas, na consciência de que uma empresa sobrevive de “bons resultados”, um novo tipo de consultor empresarial começa a aparecer nos EUA, o xamã corporativo.

A editora Campus editou um livro com o nome : Bruxaria Corporativa – Uma fábula do mundo dos negócios, cujo título original é somente : The Corporate Shaman, ou seja O Xamã Corporativo, livro escrito por Richard C. Whiteley.Whitely é formado pela Harvard Business começou a estudar xamanismo em 1992 com Michael Harner , criando um programa de coaching baseado em praticas xamânicas, para líderes e gerentes.

Uma das idéias básicas do xamanismo é o sonho, a visão, a idéia. Isso vale tanto para uma orientação espiritual, como para um novo produto, uma nova campanha de marketing. Aprende-se a trabalhar com a imaginação, ou melhor com a imagem-em-ação. E assim podemos criar nosso futuros e o futuro de nosso negócio.

O milionário consultor norte-americano, John Perkins, que atuou como executivo de uma bem sucedida companhia de energia alternativa, teve um interesse profundo na natureza e na filosofia nativa. Em suas viagens e pesquisas na florestas, consultando-se com xamãs nativos, começou um estudo intenso sobre xamanismo. Aprendendo a sonhar, obter visões em outras estados de consciência, conseguiu controlar o estresse, e ajudar empresas a responder aos desafios, empoderando os empregados,construindo equipes coesas, criativas e flexíveis.

Quando comecei numa grande empresa multinacional aos 21 anos, era bastante ligado com a espiritualidade, e sempre firmava os meus objetivos e metas mentalizando pedindo a proteção, visualizava a alegria lá no final do mês de poder cumprir meus resultados, não dormia quando me sentia abaixo da média.

Sempre ia fazendo leituras de grandes vendedores e de motivação como Frank Bettger, Claude M Bristol & Harold Sherman, Og Mandino, Dale Carnegie, Norman Vicente Peale, e outros. Fazia isso, principalmente nos momentos em que me sentia desolado com os resultados, quando percebia que isso afetava a minha auto-estima. Então vivia recarregando a minha mente com coisas positivas. Sempre traçava uma estratégia para começar o mês. Eu gostava de dar um gaz no inicio do mês e ir colhendo no final. Todos tínhamos uma ferramenta de gestão, um guia de planejamento, mas poucos eram os que realmente usavam, eu gostava de usar, não gostava de fazer os relatórios, mas gostava de acompanhar os negócios potenciais, o número de visitas em estabelecimentos novos (o chamado chaveco).

Tinha como princípio, se não conseguisse um pedido, ganharia ao menos um sorriso e faria um amigo. Eu pedia indicações, tomava cafés com os clientes, tratava muito bem as secretárias e todos os envolvidos nos processos de vendas.

Eu sempre ritualizei meu mês, firmava a meta no início do mês, e agradecia os resultados no final do mês. Independentemente da crença religiosa. Essa conexão ritual independe da crença, ou da religião, ela é espiritual. E deve ser incentivada nas empresas, com toda a diversidade de crenças que nela convive.

Como lider de equipes, sempre procurei respaldar meu discurso, com a prática. Compartilhava minha visão, e trabalhava junto com eles em todo o processo estratégico. Acompanhava os resultados, e procurava sempre manter um clima “alto astral” . E haviam rituais para isso, sinos, cornetas saudando a produção, reuniões motivacionais pela manhã, a forma de acompanhamento, os fechamentos de mês, e outros.

Através dos rituais, lidamos com o subconsciente ou inconsciente, e entramos em contato com outras realizades realidades , que não são acessadas através da razão

A intenção começa a manifestar-se através do que pedimos nos rituais. O lançamento de campanhas, ou de produtos, mostram isso muito bem. O ritual ou a campanha ajudam a organizar os pensamentos, intenções, e foco.

Com essa compreensão, sentir o sagrado no ordinário, e isso, dá a profundidade e cria o ambiente propício, para nos reconectarmos com os mistérios da vida e trabalhar em níveis mais intuítivos, criativos, amorosos. É o que está faltando em muitas vidas e nas organizações.

Aprendi no xamanismo que todos os principais estágios da vida precisam ser claramente marcados : puberdade, casamento, menopausa, morte. . A aposentadoria,. sair de um emprego, promoções, ser demitido. Sentimentos de alegria, de conquista e poder podem ser todos resultantes de se observar os eventos significativos em nossas vidas com o ritual adequado.

Aprendi no meio empresarial é que precisamos ter um sonho, uma meta. Todos nós precisamos sonhar, ter metas de crescimento, de prosperidade para obtermos a excelência de viver. Nossos objetivos profissionais tem que vir respaldados pelo nosso coração. Produzimos com arte quando temos amor por aquilo que fazemos. O ideal é trabalharmos em algo que sintamos, que de alguma forma, estamos prestando um bom serviiço para alguém.

Mas um sonho, sem planejamento, é apenas uma visão. A visão nos inspira a construção de nosso sonho, e o desejo é o que acende a chama da motivação, da persistência, que conduz à realização progressiva de nossas metas. Para que o sonho de sua organização, de sua empresa, ou de seus projetos aconteçam, eles precisam ser compartilhados com as pessoas certas, com os colaboradores certos.

O sonho precisa ser mensurável, deve ter uma prazo para cada etapa realizada, deve ser possível de medição e acompanhamento. Deve passar por revisões e atualizações.O xamanismo ensina a trabalharmos com os sonhos, através dos símbolos que eles trazem, o entendimento de nossa missão, de nosso interior, das nossas potencialidades. Traça o ritual para chegarmos no caminho, e não nos desviar perdendo a atenção.

Inspirado e incentivado por consultores e amigos, venho unir os aprendizados do meu caminho espiritual, dentro da premissa de que se o xamanismo consegue harmonizar o corpo, a mente, as emoções e a alma das pessoas e dos ambientes, porque não a alma das empresas, vendo a organização como “um organismo vivo” ?

A empresa inspirada, torna-se forte, criativa, impulsionada pelo seu maior patrimônio, que são seus empregados. A empresa produtiva através da qualidade no trabalho e na satisfação dos empregados, faz seu papel social, e melhora o ambiente que opera. O xamanismo corporativo, de forma não-religiosa, estabelece o equilíbrio entre todas as relações.

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site


©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?