Outono – Parte 1

  Estudo do Outono – Parte 1 No período do Outono, realizamos no Sítio Lua Cheia, em Itapecerica da Serra-SP a tradicional Jornada Xamânica “O Vôo daÁguia III” que celebra a entrada do Outono aqui no Hemisfério Sul, no Portal Oeste da roda Medicinal. Um forte momento do Calendário Sagrado onde trabalhamos os caminhos espírituais da Força, Experiência e Introspecção. Aqui você encontra textos baseado nos meus estudos, experiência pessoal e em vários autores estudiosos

Ler mais

Outono – Parte 2

  ESTUDO DO OUTONO – PARTE 2 OUTONO – A FASE DE RECLUSÃO – RECESSÃO – INTROSPECÇÃO Meditando na vida, no Calendário Sagrado, na responsabilidade que alguns de nós assumimos com a transformação de nossas próprias vidas, já estamos prontos para mais uma jornada de transformação que não tem fim e se renova à cada estação. Neste momento nos preparamos para a introspecção, para o início do outono, tempo de digerir nossas ideias, nossas metas

Ler mais

As quatro estações

  PRIMAVERA – NASCIMENTO   A primavera marca o ponto de equilíbrio do tempo. O momento em que a força de vida, a Terra e a Natureza aparecem. Onde a vegetação surge acima do chão e nós também sentimos a motivação para fazer as coisas moverem novamente em nossas vidas, depois das limitações do inverno. A influencia da Fase de Ativação não é apenas na natureza em nossa volta, mas também dentro de nós mesmos.

Ler mais

Roda – Lua da Ultima Colheita

Segundo Sun Bear é a Lua Gelada, Tempo da Geada para Kenneth Meadows e na Roda Medicinal Voo da Águia chamaremos de Lua da Ultima Colheita. De 20 DE ABRIL A 20 DE MAIO A Lua da Ultima Colheita é a segunda Lua de Mudjekewis, tem a cor laranja e recebe a influência do Clã dos Sapos.  São regidos pelo elemento água. O Cobre ensina às pessoas desta lua a focalizar sua energia. A Malaquita lhes

Ler mais

Roda – Totens da Direção Oeste

Extraído e adaptado de Dancing With The Wheel Sun Bear Book Totem Animal: Urso Cinzento O totem animal associado a Mudjekeewis, O Espírito Guardião do Oeste é o Urso Pardo, um poderoso membro da família dos Ursos. Todos os ursos são capazes de se introspectar, de hibernar,  de usar esse tempo para ver a vida e sonhar. Quando ele acorda, sabe o que comer para trazer de volta o seu poder e se curar. O

Ler mais

Roda – Direção Oeste – Introspecção

Direção Oeste – A Introspecção O poder que vem do Oeste é o do desenvolvimento da força interior, da autossuficiência, que nos permite enfrentar os desafios do dia-a-dia, as dificuldades da vida. É o reconhecimento dessa força que está dentro de todos nós.   É um momento de acumular energias, de repensar o projeto de vida, os conhecimentos e deixar de lado o que é inútil, assim como as arvores deixam cair as suas folhas secas.

Ler mais

Roda Medicinal- Direção Oeste – Mudjekeewis

A Direção Oeste é o lugar da instrospecção, da escuta. Ensina sobre a cura e contém muitas lições que nos ajudam a resgatar fragmentos que vamos deixando, várias vezes, em nossas vidas. No Oeste olhamos as dualidades da vida, nossos medos e nossos amores, nossas forças e fraquezas, divertimentos e mágoas. Seu elemento é a terra, portanto representa o nosso corpo físico e o Reino Mineral . É o alicerce das pedras, gemas e substâncias minerais.

Ler mais

Cerimônia da Ancestralidade

  Rompendo a Negatividade Ancestral e Celebrando os Antepassados Nosso passado não acaba, ele acontece todos os dias. Muito da nossa personalidade vem de legados ancestrais. Nossa personalidade é em parte resultado de uma linhagem de nossos familiares. Nós trazemos uma herança ancestral tanto no aspecto dos valores, como os padrões negativos. *Denise Linn* Ancestrais que nos deram a vida, de um ventre ao outro, de mão em mão, de sopro em sopro sagrado, no

Ler mais

Estudo do Outono – Parte 1

  Segundo a Roda medicinal dos índios norte-americanos, o animal associado ao poder do Oeste é o Urso Cinzento. Ele é o mais forte de todos os ursos. Autossuficiente, vive por sua própria força, e se cura através de seu conhecimento de ervas e sua ligação com a terra. O poder que vem do Oeste é o do desenvolvimento da força interior, da autossuficiência, que nos permite enfrentar os desafios do dia-a-dia, as dificuldades da

Ler mais

Estudo do Outono – Parte 2

  OUTONO – A FASE DE RECLUSÃO – RECESSÃO – INTROSPECÇÃO   Meditando na vida, no Calendário Sagrado, na responsabilidade que alguns de nós assumimos com a transformação de nossas próprias vidas, já estamos prontos para mais uma jornada de transformação que não tem fim e se renova à cada estação. Neste momento nos preparamos para a introspecção, para o início do outono, tempo de digerir nossas ideias, nossas metas de olho na estação do

Ler mais

Estudo do Outono – Parte 3

  Meadows relata que ênfase do Oeste é nas coisas sólidas e físicas. Nosso corpo físico é quem nos “segura” como parte da Terra. Cada um de nós é o centro do seu próprio Universo dentro da aura humana, e assim podemos experienciar o reino da matéria. O corpo físico humano é uma peça de um equipamento complexo e altamente sofisticado. Nós crescemos de uma pequena célula do tamanho de um ponto de alfinete. Aquela

Ler mais

Estudo do Outono

Segundo a  Roda medicinal dos índios norte-americanos, o animal associado ao poder do Oeste é o Urso Cinzento. Ele é o mais forte de todos os ursos. Auto-suficiente, vive por sua própria força, e se cura através de seu conhecimento de ervas e sua ligação com a terra. O poder que vem do Oeste é o do desenvolvimento da força interior, da auto-suficiência, que nos permite enfrentar os desafios do dia-a-dia, as dificuldades da vida.

Ler mais

Outono – Corpo Físico

Meadows relata que a ênfase do Oeste é nas coisas sólidas e físicas. Nosso corpo físico é quem nos “segura” como parte da Terra. Cada um de nós é o centro do seu próprio Universo dentro da aura humana, e assim podemos experienciar o reino da matéria. O corpo físico humano é uma peça de um equipamento complexo e altamente sofisticado. Nós crescemos de uma pequena célula do tamanho de um ponto de alfinete. Aquela

Ler mais

Outono – Entrando no Silêncio

Entrando na Caverna do Urso Tem um nível de compreensão que pode melhor ser compreendida e apreciada somente no silêncio. O silêncio permite que o corpo, o cérebro e a alma reabasteçam-se enquanto em estado alterado de consciência. É muito importante nas cerimônias com plantas de poder, por exemplo, termos um espaço e aprendermos a entrar no silêncio, a sentir a força no silêncio, sem falar, sem cantar, sem produzir ruídos, aquietar a ansiedade no

Ler mais