Risco de Extinção de espécies da Mata Atlântica, cerrado, caatinga

No mundo inteiro o tráfico de animais vivos floresce. Os consumidores são colecionadores privados, laboratórios de pesquisa, lojas de animais, zoológicos, circos, industria de peles, etc.

Depois de tráfico de drogas e armas, o animal é o terceiro maior negócio de contrabando.

A falta de consciência ecológica, atitudes predatórias nas áreas florestais tem gerado o desaparecimento de espécies animais, caçadores, ou seja o homem continua sendo o maior causador dos desequilíbrios no meio ambiente envolvendo o planeta e a atmosfera. Estudos mostram que há mais de 5.000 espécies animais ameaçadas de extinção.

O aumento populacional vai destruindo a vida selvagem.

O mico-leão-dourado,da Mata Atlântica brasileira, chegou próximo a extinção, na década de 70 chegando a apenas 100 animais. É um dos mais raros primatas do planeta. Sua espécie tem sido garantida graças ao trabalho das organizações nacionais e internacionais de proteção dos animais. Uma das maiores causas do problema foi o pretexto de servirem como animais de estimação ou em zoológicos. Outro grande problema é a própria destruição da Mata Atlântica. Além do mico-leão-dourado, estão incluídos o mico-leão-de-cara-dourada e o macaco-de-rabo-amarelo do Peru.

A onça é maior felino do continente americano. Sua pele é muito procurada, e esse é o maior motivo do risco de extinção. A espécie praticamente desapareceu da América do Norte, e algumas fontes citam a possibilidade da extinção em El Salvador, Uruguais e Chile. Apesar do risco de extinção na Argentina, Costa Rica e Panamá, o animal continua sendo caçado.

No Brasil foram praticamente exterminadas na Mata Atlântica, no Cerrado e na Caatinga. Na bacia Amazônica e no Pantanal são umas das últimas regiões que ainda possuem onças. Outros fatores são a destruição do habitat, os índios que a utilizam como parte de sua medicina, áreas de pecuária e atividades madereiras.

A maior parte dos gorilas encontra-se em reservas africanas. Os lendários gorilas da montanha estão com seus dias contados. Eles são geneticamente idênticos ao homem (97%), são cobaias, disputadas por caçadores para vende-los para a indústria farmacêutica. A destruição do seu habitat acelera também o seu fim, além de guerras na região.Estudos apontam para apenas 237 espécies.

Mais de dois bilhões de macacos rhesus foram sacrificados em nome da descoberta da vacina contra a poliomielite. Os orangotangos também em vias de extinção são usados em testes recebendo a injeção do vírus HV1 e HV2 (aids).

São as grandes multinacionais farmacêuticas e a perda do habitat os grandes responsáveis por isso. Extraído do texto de José Manuel Moroso

Os golfinhos-rotatores de Fernando de Noronha são ameaçados por barcos pesqueiros. Muitos morrem sufocados ao ficarem presos nas redes dos pescadores de atum. Nas Filipinas, na Austrália e na Venezuela os golfinhos são capturados em pescarias dirigidas e sua gordura é aproveitada como isca para pesca de tubarão.

Em Fernando de Noronha a maior ameaça é o turismo que cresce desordenadamente, gerando impactos ambientais negativos. Cresceu lixo e esgoto, aumentou o consumo de água, e aumentou a interferência humana no ecossistema local.

A arara-azul é encontrada, em sua maior parte, no Pantanal-Brasil. A destruição de seu habitat e sua captura para o comércio, são fatores que estão extinguindo a raça. Naturalistas relatam o encontro de centenas de araras azuis nas expedições pelo Brasil, Bolívia e Paraguai, onde a espécie está praticamente extinta. O Pantanal é uma das maiores reservas naturais de fauna com várias espécies, hoje ameaçadas : lobo-guará, raposa-do-campo, cachorro-do-mato-vinagre, cervo-do-pantanal, veado campeiro e etc.

O lobo-guará é encontrado no Brasil Central, do sudeste do Piauí até o Sul e norte da Argentina e Paraguai. O avanço da população urbana e áreas de agricultura, o desmatamento, a caça para tráfico das peles estão levando o animal à beira da extinção

Existem no mundo aproximadamente 7.500 tigres, sendo 60% em território indiano. A índia é o país que mais se dedica á preservação, mas seus esforços são comprometidos pelos traficantes.

Seus ossos são vendidos para serem transformados em pós-medicinais para cura de reumatismo segundo acreditam alguns curandeiros chineses.Eles também acreditam que aumenta a longevidade e que pílulas feitas de seus olhos acabam com convulsões. Também fazem uma sopa com o pênis do tigre para aumentar a virilidade. Esse prato de sopa custa em média U$ 320.

Sua pele pode custar até U$ 15.000 no mercado árabe. Além do tráfico, os próprios caçadores vão destruindo o habitat natural dos tigres.

O panda, originário da China, está correndo risco de extinção devido as mudanças climáticas (esquentamento) e nas mudanças de seu habitat. Os interessados em sua pele e a tomada de seu território pela agricultura também são fatores que aceleram seu processo de extinção

A expansão urbana, a iluminação de praias, as redes de pesca, a poluição, o tráfego na praia foam colocando em risco as tartarugas marinhas do Brasil. Destaque-se aqui o trabalho brilhante que vem sendo desenvolvido, de educação ambiental, do Projeto Tamar cuidando da preservação das tartarugas marinhas

Conheça algumas espécies em risco :

lobo cinza, águia-calva, águia-real, alce americano, anta baird, antilocabra, antílope, ave-do-paraiso, axolote, araraúna, babuíno gelado, bisão americano, bisão europeu, cabra-montanhesa, camelo, canguru-das árvores, cangurus de pés-amarelos, canguru-de-cauda-de-prego, abutre negro europeu, addax, aoudad, caranguejo ladrão-de-coco, carneiro selvagem, castor canadense, chipanzé, chinchila de cauda longa, chita, cisne trombeteiro, codorna mascarada, condor californiano, crocodilo americano, crocodilo-anão-africano, crocodilo da Índia, crocodilo da Nova Guiné, crocodilo orinoco, dragão de Komodo, elefante africano, elefante indiano, équidna de bico-longo, falcolomo de nariz peludo do sul, flamingo andino, foca monge, gaivota andouin, galo-da-pradaria-de-attawater, gauro, gavial, gorila-da-montanha, grande morcego ferradura, grande rinoceronte indiano, grou japonês, lobo guará, harpia, hiena escura, hipopótamo pigmeu, huemul chileno, íbis calva, jaguarundi, kea, leão marinho australiano, leão marinho-da-nova-zelândia, lêmure mangusto, leopardo-das-neves, lobo da floresta, loris lento, macaco rabo-de-leão, mandril, monstro-de-gila, numbat, onça-parda, onça pintada, orangotango, panda gigante, panda vermelho, pangolim, papagaio de peito-roxo, papagaio-do-mar, quetzal, rã-hamilton, rinoceronte negro, sagüi-de-topete-de-algodão, takahe, tamanduá bandeira, tartaruga gigante das ilhas Galápagos, tartaruga-marinha, tartaruga verde, tetraz grande das serras, tigre, tuatara, uacari branco, urso marrom europeu, urso preto, veado campeiro, vicunha, zebra grevy……

lista. Só depende de nós humanos, e, principalmente daqueles que nos governam.

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site




©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?