Quaresma, tempo e preparação para o mistério da Páscoa.

O estudo da quaresma, que começa na quarta-feira de cinzas, é um tempo de reflexão, de penitência, de conversão espiritual; tempo e preparação para o mistério da Páscoa.

quaresma

A quaresma é o tempo do perdão e da reconciliação fraterna. Cada dia, durante a vida, devemos retirar de nossos corações o ódio, o rancor, a inveja, tudo o que se opões ao nosso amor à Deus e aos irmãos. O uso litúrgico das cinzas tem sua origem no Antigo Testamento. As cinzas simbolizam dor, morte e penitência.O sacerdote abençoa as cinzas e as impõe na fronte de cada fiel traçando com essas o Sinal da Cruz. Logo em seguida diz : “Recorda-te que és pó e em pó te converterás” ou então “Arrepende-te e crede no Evangelho”.

Bênção e imposição das cinzas no início da Quaresma :

(Quarta-feira de cinzas)

Aceitando que nos imponham as cinzas, expressamos duas realidades fundamentais:Somo criaturas mortais; tomar consciência de nossa fragilidade, de inevitável fim de nossa existência terrestre, nos ajuda a avaliar melhor os rumos que compete dar à nossa vida: “você é pó, e ao pó voltará” (Gn 3, 19). Somos chamado;Somos chamados a seguir o Evangelho de Jesus e sua proposta do Reino, mudando nossa maneira de ver, pensar, agir.

A duração da Quaresma está baseada no símbolo do número quarenta na Bíblia, onde se fala sobre os quarenta dias do dilúvio, os quarenta anos de peregrinação do povo judeu pelo deserto com Moisés e de Elias na montanha, os quarenta dias que Jesus passou no deserto antes de começar sua vida pública, os 400 anos que durou a estada dos judeus no Egito. O número quatro simboliza o universo material. No xamanismo também as cerimônias e ritos seguem a ordem das 4 direções.Com o rito da imposição das Cinzas tem início o tempo sagrado da Quaresma.

No Santo Daime, Mestre Irineu recomendava uma dieta de 3 antes e 3 depois da Sexta-Feira Santa (carnes,sexo,álcool). Eu, particularmente tenho feito um estudo pessoal de disciplina que somam,os 40 dias de quaresma e mais os três dias após a Sexta-Feira Santa no final. À partir da quarta-feira me abstenho do orgasmo, já sou vegetariano desde 1985, corto bebidas alcoólicas, mas a grande dieta é a da mente. Para fazer essa disciplina sem sofrimento é necessário a disciplina mental. Limpar os pensamentos. Dar uma trégua ao coração.

Resistir a tentação, segundo o cristianismo, é a maior arma para vencer o demônio, podemos ver algo semelhante aos ensinos budistas diz que o fim da dor está na eliminação dos desejos. Tanto Jesus como Buda enfrentaram e venceram três tentações. O discípulo precisa vencer o inimigo interno superando as tentações.

Conta a Bíblia que quando Jesus estava no deserto, (há uma controvérsia na ordem das tentações entre Lucas e Matheus) foi visitado por Satanás, a grande sombra cristã. Ele estava 40 dias sem comer, na solidão.

Na primeira tentação, quando Jesus estava faminto, a tentação lhe apareceu e disse: “Se és o Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães”.

Jesus foi tentado a usar o privilégio de ser um ser especial, a usar seus próprios poderes para matar a sua fome.

E Jesus: “Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus”.

As tentação pegam os nossos pontos fracos, nossas dificuldades, vulnerabilidades, inseguranças. Jesus trabalhou a paciência, tolerância, resistência e fé em Deus , para não sair de sua busca. Ele se fortalecia nas “Palavras de Deus”.

jesus-quaresma

Segunda tentação: “Então, Satanás o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo e lhe disse: Se és filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares em alguma pedra”

Jesus respondeu: “Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus”

Ele tinha confiança absoluta na Palavra de Deus e não precisava de testes.

Terceira tentação: “Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou- lhe todos os reinos do mundo e a glória deles e lhe disse: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares”

Jesus responde : “Retira-te Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele darás culto

Jesus se mostra incorruptível. Não fazia o que não era certo.

Foi a prova de fogo !

No xamanismo provas semelhantes acontecem. As culturas americanas nativas acreditam que a nossa busca consiste em descobrir nossa própria medicina, nossos aliados de poder e nossa missão aqui na Terra. Para isso acontecer tem um rito chamado Vision Quest “A busca da visão”. É chamada pelos lakota de Hanblecheyapy = Implorando por uma visão, e faz parte dos sete ritos sagrados dessa nação.

quaresma-xama

A busca da visão é realizada em conseqüência de um voto. É um momento de subir uma montanha para meditação, de preces. Trata-se de uma prática muito antiga que consiste em ficar sozinho na natureza (Montanha), sem comer e sem beber água, por períodos determinados de tempo, no mínimo quatro dias e quatro noites, buscando, implorando por uma visão. Nesse momento de introspecção, de solidão e de desafios, geralmente, aparece para o praticante, as suas sombras, seus medos, sua inseguranças, suas vulnerabilidades, que ao enfrentar e vencer entrará o contato com o próprio corpo, espírito, força, energia, clareza, cura e a ajuda do Grande Espírito.

Não há como afirmar que a busca da visão são originais dos nativos americanos. Em muitas culturas, os povos saíram na natureza para encontrar-se com Deus. Além de Jesus, Buda e Maomé também se refugiaram na natureza procurando sabedoria.

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site


©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?