Os opostos – Palhaço Heyokah

Jamie Sams

O Heyokah é um palhaço que, ao tomar atitudes contrárias, leva seus ensinamentos ao Povo através do riso e dos contrários. Este Trickster Sagrado faz com que você pense por você mesmo e chegue às suas próprias conclusões, levando-o a questionar se aquilo que outros dizem ou fazem é verdadeiramente correto.

No momento em que as pessoas são levadas a pensar por conta própria, começam a colocar à prova as suas próprias crenças; aquelas crenças vacilantes, que pertencem ao passado e se apóiam em muletas, passam a ser testadas. Se as muletas não derem o apoio necessário e as pessoas caírem, terão aprendido mais uma lição de vida. Porém, se elas pararem para pensar, testarem algum ensinamento através da própria experiência e sentirem que esse ensinamento é verdadeiro, a crença vacilante transforma-se num sistema de Conhecimento que poderá acompanhá-las pelo resto da vida.

Este Trickster (malicioso) Divino é chamado de Heyokah pelas Planícies e de Koshari pelos Hopis e Pueblos. Diversas tribos utilizam esses professores brincalhões que costumam usar fantasias nos dias de cerimônias especiais, mas vestem roupas comuns no dia-a-dia. No entanto, eles não interrompem suas brincadeiras só porque não é um dia de festa.

Os Heyokahs operam através dos opostos. Quando um Heyokah partilha sua sabedoria com um buscador, muitas vezes sua resposta é o oposto daquela que a pessoa teria se dado por conta própria. O riso resultante destas respostas costuma servir de lição a toda comunidade. A fama do Heyokah consiste justamente em transmitir suas lições fazendo com que os outros não se levem assim tão a sério. O riso passa a constituir a lição definitiva, pois consegue romper os bloqueios que estão minando o equilíbrio das pessoas.

O heyokah consegue ser bem sucedido quando tudo é encarado com humor, e os laços com os velhos hábitos, que já não servem mais para nada, são rompidos. O Guia de Cura que acompanha o Heyokah é o Coiote. O Heyokah é um grande conhecedor da Magia do Coiote, e sabe usar o lado brincalhão da natureza deste animal para conduzir os outros a um estado mais iluminado de consciência. Ocasionalmente, o feitiço pode virar-se contra o feiticeiro, e a Energia do Coiote pode vir a atingir um Heyokah em algum ponto fraco. Quando isso acontece, um verdadeiro heyokah aceita o revés com humor e acha a maior graça na virada da situação, terminando por aprender a sua própria lição, juntamente com a lição que foi dada aos outros.

O Povo Nativo reconhecia a importância de saber levar a vida de modo um pouco menos sério. Em outros tempos não se considerava o fato de ser o alvo das brincadeiras do Heyokah deixava a pessoa “de cara no chão”. Na verdade era até considerado uma honra ser escolhido como alvo de uma brincadeira que transmitisse uma valiosa lição espiritual. Cada membro da tribo era parte essencial do todo; por isso muitas vezes a brincadeira passava ensinamentos para outros indivíduos daquele mesmo grupo. Todos aqueles que haviam participado da brincadeira, ou que falavam dela, poderiam, mais tarde, relacionar aquela às suas próprias situações pessoais e crescer através desse processo.

Todos são obrigados a refletir como reagiriam se a brincadeira tivesse sido com eles, e não com os outros. O Heyokah sabe, como ninguém dominar a arte do equilíbrio entre o sagrado e a irreverência.

Continuando com J. Sams:

A verdadeira arte de saber como e quando utilizar a tática do Heyokah, consiste na habilidade de achar graça da maneira de ser do outro, sabendo, ao mesmo tempo, ser compassivo, e usando os elementos educativos das brincadeiras de uma forma que não seja nem cruel nem impositiva. Um Heyokah experiente jamais faria um estudante se sentir pior do que antes, já que conhece o grau de sensibilidade de cada um. Sempre que fosse necessário, o Heyokah faria uma brincadeira e se transformaria, ele mesmo, no objeto de riso de determinada situação, para que o estudante pudesse se ver refletido nela através da experiência do outro. Esta arte de autodemolição aparente é perfeitamente planejada e não faz, de modo algum, com que o Heyokah se sinta diminuído ou humilhado frente aos outros.

O Ancião sábio que reside dentro de cada heyokah fica muito feliz, pois sabe muito bem que a conseqüência de seus atos levarão o outro a um maior crescimento. A lição fica completada e o exemplo de autodemolição terá servido perfeitamente a seu propósito.

O Caminho Sagrado de Cura Heyokah consiste em diminuir o medo através do riso. As pessoas muitas vezes se sentem apavoradas ante o Mistério do Vazio. Elas precisam ser alvo de pequenos truques para poder afastar o medo; só assim começarão a perceber que o maior obstáculo á sua Conexão com o Divino é o “bicho-papão” que elas mesmas criaram. O Heyokah é um verdadeiro mestre ao lidar com aquelas situações em que a teimosia impede o crescimento. Quando o heyokah percebe que alguém é muito teimoso e só que fazer tudo à sua maneira, o Heyokah para fazer exatamente o oposto daquilo que deve ser feito. Muitos dias depois, podemos encontrar o Heyokah em sua tenda rindo sozinho de mais uma fantástica História de Magia que corre pelo acampamento. Aquela pessoa teimosa havia feito exatamente tudo aquilo que o heyokah havia dito que não fizesse, e passou por uma experiência mística que mudou a sua vida. Só o Heyokah sabia que o truque funcionara graças à recusa daquele teimoso em receber orientação, e que, só assim, foi alcançado outro nível de consciência espiritual.

O Coiote Mágico é o aliado do Trickster Divino; por isto, suspeita-se de todas as façanhas do coiote. Quando um caçador rastreia um coiote, a trilha volta-se sobre si mesma diversas vezes, conseguindo enganar o mais experiente dos caçadores, e ele sai dali totalmente frustrado. Da mesma maneira, qualquer um que tente adivinhar o próximo movimento de um Heyokah pode se frustrar inteiramente. O Coiote ensina os Duas-Pernas a se divertirem com suas próprias tolices. Sempre que invoca o Coiote, pedindo-lhe ajuda para afastar os detalhes tortuosos de seu Caminho, o Heyokah é ajudado de inúmeras maneiras.

As lições primordiais de Heyokah nos conduzem a revelações internas através de artimanhas e armadilhas, em lugar de nos fornecerem respostas claras e explícitas. O Heyokah se torna necessário toda vez que nós nos recusamos a enxergar alternativas para determinada situação. O Heyokah permite que a nossa visão se expanda, utilizando a Cura Divina do riso. Não existe problema sem solução. Há momentos em que precisamos usar o senso de humor e abrir um sorriso para resgatar o nosso próprio Espaço Sagrado.

A Sabedoria do Heyokah pode ser invocada através do Coiote. Lembre-se, porém, que o Trickster Divino constitui a perfeita integração de todas as energias, sábias e tolas, irreverentes e sagradas. sempre que buscamos estas lições, devemos estar bem preparados para a aventura que vem a seguir.

Precisamos estar dispostos a rir e permitir que os outros riam conosco.

No instante em que o sentimento de celebração da Vida supera a necessidade de lamentação, teremos alcançado o estado de união definitiva dos opostos. é chegada a hora de começar a rir, e de resgatar o nosso direito divino de vivermos felizes, cumprindo o nosso sagrado papel de seres humanos.

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site




©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?