Rainha da Floresta: Nossa Senhora da Conceição 7 e 8 de Dezembro

Início do Festival- Nossa Senhora da Conceição Rainha da Floresta –  7 e 8 de Dezembro

Iniciamos o festival no dia 7/8 de Dezembro com o Dia de Nossa Senhora da Conceição. Na Doutrina do Santo Daime é a Rainha da Floresta. É sincretizada nos cultos afro como Yemanjá.

nossa-senhora-conceicao

Nossa Senhora da Conceição é a padroeira dos quilombolas de Bom Sucesso. A história da comunidade está ligada à imagem da santa, encontrada pelos escravos na mata. No local do achado, hoje sede da comunidade, foi erguida uma capela, cujas proximidades passaram a ser habitadas pelos escravos.

Segundos sites católico, em 1830 Nossa Senhora apareceu a santa Catarina Labouré mandando cunhar uma medalha com a efígie da Imaculada e as palavras: “Maria concebida sem pecado, rogai por nós”. Esta medalha, difundida aos milhões em todo o mundo, suscitou grande devoção a Maria Imaculada, induzindo muitos bispos a solicitar ao papa a definição do dogma, que na verdade já estava sendo vivido nos corações dos fiéis desde muitos séculos atrás. Assim, no dia 8 de dezembro de 1854, o Papa Pio IX proclamou Maria isenta do pecado original, desde o primeiro instante de sua existência no seio de sua mãe.

Quatro anos mais tarde, as aparições de Lourdes foram prodigiosa confirmação do dogma. De fato, Maria proclamou-se explicitamente com a prova de incontáveis milagres: “Eu sou a Imaculada Conceição”.

A primeira imagem de Nossa Senhora da Conceição chegou ao Brasil em uma das naus de Pedro Álvares Cabral. José de Anchieta foi o apóstolo da doutrina da Imaculada Conceição no Brasil, que desde o início de sua colonização dedicou a este mistério inúmeras igrejas, inclusive 35 catedrais. Ela foi a protetora de nosso país no período colonial e foi proclamada Padroeira do Império Brasileiro por Dom Pedro I. Já no despontar do século XX, com o advento da República, o título cedeu lugar a Nossa Senhora Aparecida, que é uma antiga imagem da Imaculada Conceição encontrada nas águas do rio Paraíba do Sul.

nossa-senhora

Para finalizar, eis o dogma da Imaculada Conceição explicado em palavras singelas e claras: da palavra “concebida” formou-se o derivado “conceição”; sua conceição foi, pois, imaculada, como já dissemos; daí veio a expressão – Imaculada Conceição – que, com o tempo, começou a ser ligada ao vocativo “Nossa Senhora”, pois o povo, naquela linguagem franca que tão bem traduz seus sentimentos, começou a dizer: Nossa Senhora da Conceição. Quando dizemos, portanto, Nossa Senhora da Conceição, queremos dizer que Maria é imaculada desde sua concepção, e que o inimigo infernal jamais teve poder sobre ela.

Recordando o momento do encontro de Mestre Irineu com a Rainha da Floresta :

Ao amanhecer do dia Antonio fala a Irineu, sobre os componentes da bebida : um cipó e uma folha. No dia seguinte, quando Irineu trabalhava na extração do látex no seringal, viu os raios do Sol, iluminando um grosso cipó, que sentiu ser o mesmo da bebida. E, perto de um igarapé onde costumava tomar água, viu um arbusto com frutinhas vermelhas, igual ao descrito por Antonio. Ao leva-lo até os locais, constatou-se tratar das duas espécies vegetais mágicas : o cipó jagube e a folha chacrona.

Ao aprender o preparo, combinou com Antonio, de juntos prepararem e tomarem a bebida, porém no dia marcado, Antonio não pode comparecer, e Irineu sozinho preparou três litros da bebida e a guardou para tomar junto com o amigo.

Combinaram numa Lua Crescente, ambos tomaram e sentiram a força da manifestação vegetal acompanhada de visões.

Antonio contou a Irineu, que na sua visão, apareceu-lhe uma Linda Senhora, chamada Clara. Disse a Irineu que ela o protegia, desde a sua saída do Maranhão.

Após essa vivência, combinaram um novo encontro para a Lua Cheia, sábado seguinte. Nessa noite de Lua Cheia tomaram a bebida numa caneca grande. Irineu, após meia hora, sentiu náuseas e foi vomitar. Aliviado, olhou para a Lua Cheia, e a viu aproximar-se dele, com todo o seu brilho resplandecente e prateado. Dentro da Lua, viu uma Senhora, de beleza incomparável, sentada num trono, que lhe disse :

“Você está escolhido para uma importante missão, mas para isso deverá alimentar-se por oito dias apenas de mandioca cozida, sem sal, abster-se de sexo e álcool , para que nos encontremos novamente.”

Após a dieta, ao tomar novamente a bebida, a visão da mulher apareceu novamente. Apresentou-se como a rainha da Floresta, que Irineu compreendeu ser a própria Nossa Senhora da Conceição, a Padroeira da Doutrina Santo Daime, que lhe entregou o Império Juramidam, palavra explicada pelo Padrinho Sebastião como Jura = Deus e Midam = Filho. Foi assim, que em 1930 fundou a doutrina e tornou-se Mestre Irineu

Sr. Luis Mendes, contemporâneo do Mestre Irineu, conta que numa das aparições da Rainha da Floresta, ela disse que lhe ensinaria a preparar uma série de garrafadas, para vários tipos de doenças, e o Mestre lhe suplicou :

Mas, Minha Senhora ! Não dá para colocar os poderes de cura das ervas juntos nessa bebida ?

E, a Senhora atendeu o seu pedido

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site


©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?