Kahunas e Hunas – Aloha do Xamanismo havaiano

Kahunas e Hunas – Aloha do Xamanismo havaiano

kahunas

Nas ilhas havaianas os Xamãs = Kahunas eram guardiões da Huna = Segredo. Por incrível que pareça uma pessoa da religião batista Max Freedon Long foi o grande pesquisador, que decodificou os ensinamentos Huna. Ele também freqüentava a igreja católica na infância com um amigo, viveu parte de sua vida no meio rural.

Estudou ciência cristã, teosofia, prática do Zen com um bispo americano. Mais tarde aperfeiçoou-se com um mestre japonês, chegando ao Satori (nirvana). Estudava as religiões.

No Havaí, Max encantou-se com as atividades vulcânicas, perto do vulcão Kilauea, até que fica sabendo dos Kahunas ( Ka significa guardião e Huna, segredo = kahuna = guardião do segredo.

Como ocorreu com povos nativos em todos os continentes, os havaianos nativos sofreram pressão do governo, no processo de colonização que proibia as atividades mágicas dos kahunas, então Max teve que realmente ir a luta e buscar informações. Corria pela população o mito da deusa Pele, que habitava o vulcão Kilauea, e visitava os nativos, pedindo tabaco. Max ficava sabendo de casos de magia, previsões de futuro, curas, contato com espíritos, uso de elementais, controle de animais, materializações, andar em lava quente, etc.

As pessoas que quebravam o Kapu ( código religioso e social), eram punidas pela magia havaiana. Mesmo com a repressão, os nativos permaneciam fiel ao Kapu ( como o Alcorão), e mantinham suas crenças vivas, aplicando-as ao cotidiano. O interessante é que apesar da imposição das leis, os oficiais de polícia não se atreviam a colocar os sacerdotes kahunas na prisão. A magia de certa forma assustava os brancos.

Max dedicou seus estudos à filosofia Huna, e observando e estudando os mitos, símbolos e lendas, além de testemunhar ” milagres “, e decodificou o que chamou de Filosofia Huna, compilando elementos da magia havaiana e fundando a Huna Reserch, divulgando os mistérios no mundo inteiro .

Os Kahunas eram especialistas em agricultura, construção de cabanas e barcos, pesca, astronomia, religião, medicina, psicologia. Entre esses conhecimentos existiam as seguintes artes :

  • uso de encantamentos para levar ou trazer a morte
  • arte de afastar uma entidade demoníaca espiritual em missão de morte
  • maestria em capturar espíritos
  • maestria em preces especiais de serviço
  • arte de fazer profecias do tempo
  • adivinhação
  • sacerdotes da saúde que trabalhavam com ervas.
  • Curavam ossos quebrados e outros traumas instantaneamente ou em alguns dias, através de preces ou processos esotéricos.
  • sacerdote dos ventos com poderes sobre espíritos
  • condutores de espíritos de pessoas falecidas. Ajudavam os espíritos a se elevarem até a divindade.
  • psicólogo

A palavra ALOHA é composta dos princípios :

A de ala = ver a vida de forma a estar sempre alerta
L de lokali = trabalhar com a unidade ( corpo, mente, espírito )
O de oiaio = honestidade
H de ha´aha ´a = humildade
A de ahonui = paciência e perseverança

Segundo os Kahunas, quando se aprende estes princípios se encontra Deus.

Os Kahunas acreditavam que a energia Mana ( energia vital ) é recebida do céu através da prece. Deve-se rezar constantemente e enviar preces para Aumakua, o espírito guardião do passado. O Aumakua vivendo no céu, olha por sua criança da terra e intercede através do seu Divino poder espiritual.

Para os havaianos existem duas grandes forças, a alta elevada em direção à evolução e a baixa vibração negativa. O mundo material é considerado a parte negativa e o mundo espiritual a positiva. ( Encarar como polaridades, assim como yin e yang).

Consideram a lei do amor de Deus como manifestação da unidade e da harmonia, e que quando trouxermos a parte positiva, ou seja, a unidade e a harmonia, para a parte negativa (mundo material) , nós obteremos a verdade.

O desejo pessoal é negativo e as leis de Deus são positivas.Quando soubermos unir o desejo pessoal e o amor, aí se fará a Luz. Deus nos iluminará e nós desfrutaremos a verdadeira felicidade. Toda a vida é a união das polaridades ( positiva e negativa).

Minha experiência marcante com os Kahunas foi conhecer um psiquiatra kahuna, que chegou a cuidar de meu pai, há nos atrás, onde desenvolvemos uma amizade e passei a fazer sessões de regressões a vidas passadas com ele e aprendi algo sobre a filosofia huna, da Prece e Ação. O Dr. Sebastião de Mello é uma das pessoas atuantes nos mistérios Hunas, aqui no Brasil.

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site




©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?