Jaguar, felino de poder entre os xamãs da América Central e do Sul

Jaguar, felino de poder entre os xamãs da América Central e do Sul

Sangirardi JR. O Índio e as Plantas Alucinógenas- Ediouro

 

Nas Américas Central e do Sul é comum a identificação dos xamãs com o jaguar. Um xamã pode se transformar no felino e vice-versa. Há índios que pintam o corpo imitando o jaguar, pois assim ganham a força e a destreza do animal. Muitos feiticeiros têm um jaguar doméstico a seu serviço, como um demônio familiar. É a onça feroz e gigantesca das Americas, mágica e religiosa.

Em achados arqueológicos da Guatemala, as célebres esculturas de pedras de cogumelos sagrados, lá está, surgindo do pedunculo cilindrico, a imagem do felino xamanico.

O Jaguar é o simbolo religoso dominante na cerâmica, nas esculturas de pedra e nos tecido de uma cultura pré colombiana, que tem o seu centro de gravidade no pequeno povoado de Chavin de Huantár

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site


©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?