Décima segunda lunação

Esta Lua inspira a receber e a transmitir conhecimentos ancestrais, para meditar nos próprios dons, enxergar a vida com mais clareza. Permita que esta energia do Universo venha energizar os seus dons e assim poderá ter acesso, como um aparelho dos grandes poderes do Universo.

Esta Lua convida para um tempo de descanso e renovação. Ela não permite transparecer as emoções, mas sinaliza para interiorizar e descansar. Refletir as ações do passado, preparando-se para o futuro. Os nascidos nesta lua devem prevenirem-se para não ficarem bloqueados, perfeccionistas e para arrumar tempo para lazer. Ela pede para ser adaptável, flexível, prudente, correto na conduta.

Para trabalhar a concentração, pois pode gerar dispersão. Para trabalhar a comunicação consigo mesmo, o auto conhecimento, buscar o Eu Superior.

Favorece a comunicação, o bom uso da palavra, energia para adatar-se às mais diversas situações. Saber também a hora certa de calar, de ouvir e de falar.

Para curar as más palavras que usamos contra nós mesmo, as limitações que nos impomos através da palavra. Trabalhar as afirmações positivas e curar suas programações negativas através delas. Para que façamos um balanço entre aquilo que falamos com aquilo que o nosso coração realmente sente. Sabermos honrar os compromissos feitos através da nossa palavra, da nossa comunicação.

O texto abaixo é do Livro de Mirella Faur, publicado sob sua autorização : O Anuário da Grande Mãe – Gaia. Além desse a autora tem os livros publicados: “O legado da Deusa. Ritos de passagem para mulheres.” Ed. Rosa dos Tempos R.J. e “Mistérios Nórdicos. Deuses. Runas. Magias. Rituais.” Ed. Pensamento S.P. O seu blog: http://sitioremanso.multiply.com/

Plenilúnio em Gêmeos

Sol em Sagitário

Conceito da Polaridade Astrológica

Gêmeos, atualmente representado pelos gêmeos Castor e Pólux, representa a dualidade, a curiosidade e a inquietação mental, a superficialidade e multiplicidade dos conhecimentos, a dispersão e mutabilidade. Sagitário traz o entusiasmo do buscador, o fogo da motivação e a necessidade da liberdade pessoal, em todos os planos e circunstancias. Enquanto que Gêmeos quer saber o porque e como, Sagitário se deixa levar pela fé, sem questionar ou duvidar. Essa combinação proporciona uma ativação do potencial energético, visando um objetivo específico, sem se deixar dispersar ou desviar. A imaginação pode ser usada como uma flecha para alcançar o alvo, enquanto que a coragem e a forca interior do arqueiro sustentarão a expressão concreta dos ideais.

Elementos Ritualísticos

Velas amarelas e lilás.

Flores silvestres ou flores miúdas (margaridas, verbenas, flox, ervilha-decheiro, petúnias ou ipê), capim-limão, trevo, funcho ou orelha de urso.

Incenso de benjoim, alfazema ou alecrim, essência de hortelã, lavanda, endro ou citronela.

Cristais ou pedras polidas de berilo, ágata, crisoberilo, olho-de-tigre ou de gato, alexandrita.

Reproduções dos animais totêmicos (papagaio, pica-pau, macaco, pardal, arara, borboleta, camaleão, canário, urso), símbolos da deusa Artemis (Lua crescente, cinto de metal ou pedras, arco e flecha, pele ou máscara de urso), roupas de couro ou camurça, botas, fotografias de nossa adolescência, imagem de uma floresta. Comemoração com sanduíches naturais, pipoca limonada e sorvete.

Divindades

Os deuses correspondentes são Zeus/Júpiter, Thor, Tupã, Xangô, Baal, Quiron.

As deusas com características geminianas são Sarasvati, Brighid Athena/Minerva, Mnemosyne, as Musas e Ártemis/Diana, Senhora florestas e dos animais.

Os Anjos associado, são Mikael e Tzadkiel.

Os Orixás correspondentes são Yori, Iroko, Xangô, Oyá.

Rituais

Praticas para melhorar e aprofundar a comunicação no nível interno buscando o contato com o Eu Superior e os mentores espirituais no nível exterior, adquirindo mais conhecimentos e transformando-os em sabedoria; encantamentos para alcançar um objetivo, inscrevendo-o em um alvo e mentalizando a flecha de sua vontade e determinação voando em sua direção; conexão com as qualidades de coragem, força interior e expressão da auto-suficiência simbolizadas pelas Amazonas e pelas deusas lunares virgens; danças xamânicas para homenagear a Mãe Ursa; confecção e uso de máscaras de animais; meditações ao som de tambores para encontrar seus aliados.

Mentalização

Para acalmar e equilibrar suas ondas mentais, ilumine seu cérebro com luz prateada, respirando de forma calma e ritmada e entoando o mantra OM. Imagine suas ondas mentais diminuindo de intensidade e freqüência até que, suavemente, reproduzam a superfície tranqüila de um lago.

Afirmação

“Liberto-me de bloqueios em minha comunicação e aprendo tudo o que necessito com rapidez e segurança.”

A Matriarca da Décima Segunda Lunação

E “Aquela que agradece as dadivas”, que nos ensina a agradecer por tudo que recebemos na vida, abrindo, assim, espaco para a futura abundancia. Não importam quais sejam as dificuldades ou desafios que enfrentamos, devemos agradecer por essas oportunidades que nos permitem desenvolver e revelar nossa força interior. Como a “Mãe da Abundancia”, ela nos mostra o valor do dar para receber.

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site


©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?