Túneis – Chakras

Força vital do Chakras

Características de cada Chakra

É interessante destacar que nas diversas culturas, existe concordância com relação a localização de aberturas no corpo espiritual, muito embora haja diferenças no que diz ao número dessas aberturas e suas funções.

A energia de vida é passada pela inspiração e deixamos o nosso corpo físico através da expiração. A respiração não é vital somente para o corpo físico, é o alimento da alma.

Nossa força vital, também é conhecida como mana, prana, chi, ki, etc. Ela é extraída da energia cósmica através da respiração e absorvida até a energia corporal e refinada pelo chakras ou centros de energia, antes de ser distribuída para o corpo físico e sutíl.

Em cada inspiração, pegamos energia de canais, chamados no oriente de nadís.

Existem tres canais de energia maiores, um localizado na linha da coluna central e outros dois entrelaçados em volta desse canal central.

O canal do lado direito ou Pingala, carrega corrente positiva e o do lado esquerdo ou “Ida”, corrente negativa. Eles formam um movimento de zig-zag de lado a lado do canal central ou Sushumna, que carrega corrente neutra.

Esse canal direito transporta a energia do Sol. Traz energia masculina, verbal, racional. Já o canal esquerdo, transporta a energia da Lua, de natureza feminina, emocional.

O entrelaçamento desses canais é o símbolo que a magia conhece como Caduceu de Mercúrio, que é representado por 2 cobras, uma preta e outra branca, dançando em volta de uma varinha, que mais tarde, tornou-se o símbolo da medicina.

Os centros de energia humanos, estão localizados ao longo da linha da espinha, que acumula fina luz de energia, de cuja aura é composta.

A energia, chega através da respiração, é retirada dos canais e centros de energia, vitalizando o corpo físico, através do sangue, sistema nervoso e glândulas endócrinas.

Os centros de energia, assim como os orgãos físicos, podem ser avariados. Podem estar necessitando de brilho e intensidade. Podem também ser ampliados e ativos. Um trauma emocional, medo ansiedade, stress, luto, estão entre as causas mais comuns do mal funcionamento dos centros.

Cada centro tem uma função em particular, e, eles refletem a qualidade de vida individual. A ativação dos centros também se consegue através dos pensamentos.

holo-chackras

As pessoas mais espiritualizadas ampliam mais seus centros do que uma pessoa comprometida por pensamentos materialistas. A expansão desses centros, é a própria expansão da consciência, promovendo o indivíduo com discernimento e reconhecendo outros reinos de existência dentro de sí mesmo.

Debaixo dos pés está o fundo do casulo aurico (chakra raiz) e o acima da coroa na cúpula aurica (chakra da coroa) é concernente com o controle do sistema de energia, misturando-se com eles dentro do campo aurico da Terra.

O chakra da raiz, como diz o nome, é como as raízes de uma árvore.

O chakra da coroa recebe raios solares. O da raiz nos liga com as energias da Terra . Então, nós como indivíduos, estamos polarizados entre o Sol e a Terra.

A coroa é o chakra que tem o Sol dentro, e podemos experimentar isto, assim que o centro da consciencia souber retirar esta energia do Sol como o “Alto Eu” ou o “Mais Alto Eu”.

Chakra da Raiz

Localizado abaixo dos pés, no casulo áurico. Da onde recebemos energia da Mãe-Terra. Liga-nos à Terra, como as raízes de uma árvore.

Chakra dos pés

Dos oito poderes centrais, existe um entre os tornozelos, cuja função é relacionada com o movimento e o equilíbrio. Sua cor é o vermelho escuro.

Chakra básico

basico

Localizado no fundo da espinha, sua função é energizar o corpo físico. É onde repousa a kundalini, que é a energia latente. É concernente ao nosso bem estar físico, a nossa segurança básica, instinto de sobrevivência. Onde se armazena a memória ancestral. Quando nossa segurança básica é estremecida, libera adrenalina até a corrente sanguínea. Reage a qualquer tipo de stress, preparando-nos para a luta ou para a fuga. Seu nome em sânscrito é Muladhara Chakra. Ele está ligado com as glândulas supra-renais. As danças tribais vigorosas, acompanhadas de tambores, estimulam este centro.

O chakra básico também tem uma conexão com uma substância celular no corpo físico e governa os rins e espinha. Responde primariamente na cor vermelho médio e seu significado funcional é a eliminação.

Chakra sexual

sexual

Localizado abaixo do umbigo e é geralmente referido como o chakra sexual. Ele internaliza as gonadas que governam o sistema reprodutivo e influenciam a vida sexual. Ele motiva-se emocionalmente como nós sentimos em relação ao outro. Responde na cor laranja e seu significado funcional é reprodução. Em sânscrito: Swadhisthana Chakra

Está reacionado com os órgãos sexuais. Este centro pode ser estimulado com danças sensuais e fortes.

Chakra do plexo solar

solar

Localizado um pouco acima do umbigo, plexo significa rêde/estação. É concernente com a absorção de Luz Solar e distribui essa energia através de uma fina e complexa rede por todo o corpo. É lincado com o sistema digestivo e pâncreas, o orgão que controla o equilíbrio de açucar no sangue, e a conversão de comida que está sendo digerida, em nutrientes que o corpo pode usar. O pâncreas secreta insulina, que é a quimica vital no controle do metabolismo corporal. O plexo solar é funcional no crescimento e equilíbrio. De seu centro, fibras conecta-nos para todas as outras coisas vivas. Responde na cor amarela.

Em sânscrito Manipura Chackra. Está relacionado com os orgãos digestivos. Danças que despertem emoções ou marchas, estimulam este centro.

Chakra do coração

cardiaco

Está na área do peito, conhecido como chakra cardíaco. É o centro do desejo relacionado para o amor, afeição, devoção e ações de compaixão. É lincado com o coração, o sangue, a circulação e com o timo.

O chakra cardíaco é o centro de distribuição das energias magnéticas da vida. Como orgão faz a distribuição física central do sangue da vida. Seu significado funcional é o amor e as energias emocionais. Responde pela cor verde/rosa

Em sânscrito Anahata Chackra. Sons naturais de baleias e golfinhos ativam este centro.

Chakra da garganta

garganta

É localizado na base do pescoço. Lincado com a tireóide e paratiróide, que regulam o crescimento e afinam o sistema nervoso, e também com os pulmões e as cordas vocais. O chakra laríngeo é concernente com a comunicação através da palavra falada. É também lincado com “vozes interiores” e com a clarividência e a telepatia. Seu significado funcional é a palavra falada. A energia da alma é expressada através do chakra da garganta. Sua côr é o azul.

Em sânscrito Vishudda Chackra. Uma boa forma de estimular este centro é produzir sons com a própria voz, sons que venham à mente.

Chakra da base do cérebro

O significado funcional é a ação e responde na cor azul médio.

Chakra frontal

visao

É localizado atrás da testa acima da ponte do nariz (terceira visão) . É concernente de como nós percebemos a realidade e o poder, é o posto de comando psíquico. Seu significado funcional é o poder mental e a habilidade para ver a realidade atrás das aparências. Engloba o plano da consciência, onde chegamos ao êxtase, samadhi, nirvana. Revela a visão de futuro.Cor índigo.

Em sânscrito Ajna Chackra. As músicas de meditação estimulam este centro.

Chakra da coroa

coroa

Está acima do topo da cabeça. Ele está conectado com a glândula pituitária que governa as outras glândulas, concernente ao conhecimento, sabedoria e intuição. Por onde se atinge planos mais elevados de consciência. Onde encontramos o nosso verdadeiro ser, onde sentimos o Divino. Este centro recebe raios solares, juntamente com o centro da raiz, ficamos polarizados entre o Sol e a Terra. É o centro do mais Alto Eu. Em sânscrito Sahashara Chakra. Este centro pode ser estimulado pelo uso de flautas, harpas, sinos, ou seja, sons angelicais.

meditacao

Cada Centro (chackra) corresponde a um poder humano. São despertados através de respirações, canções de poder, sons, cores, meditações, concentrações, plantas de poder e vivências espirituais. Eles também representam as glândulas endócrinas.

Nos casos específicos dos centros Coroa e Terceira Visão, algumas tradições se contrariam atribuindo respectivamente à Glândula Pineal e Pituitária e também vice e versa.

Segundo os Hopis, nativos norte-americanos, o corpo humano e seus centros vibracionais, são reflexos do corpo da Terra. O símbolo do mais baixo ´centro é a “Cobra”, a manifestação da Mãe Terra que dá Luz a toda a vida. Este centro vibracional é lincado ao Kopavi, a ” Porta Aberta”, o mais alto centro vibracional. O símbolo de Kopavi é um “Antílope”. A Cobra e o Antílope juntos são a expressão da polaridade da vida. Quando respiramos a Kopavi, que é a famosa “fontanela”move-se suavemente de cima para baixo. A pulsação de nossa fontanela é a expressão de nossa comunicação com o Criador, responde na cor violeta.chakras

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site


©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?