Redução de Danos para o uso de Cannabis

Redução de danos para o uso da Cannabis *Edward MacRae*   O uso generalizado da Cannabis parece remontar ao período neolítico, existindo evidências de seu emprego frequente nessa época em rituais xamânicos no nordeste asiático. Desde então vem ocorrendo uma difusão do uso dessa planta por todo o planeta, para uma grande variedade de finalidades. Segundo a antropóloga Vera Rubin, dois grandes complexos culturais se formaram ao seu redor que ela chama de complexo da

Ler mais

Cannabis – Por que é Proibida? – parte 1

Transcrição da Matéria: Poucos assuntos dão margem a tanta mentira, tanta deturpação, tanta desinformação. Afinal, quais os verdadeiros motivos por trás da proibição da maconha? A droga faz mal ou não? Por que a maconha é proibida? Porque faz mal à saúde. Será mesmo? Então, por que o bacon não é proibido? Ou as anfetaminas? E, diga-se de passagem, nenhum mal sério à saúde foi comprovado para o uso esporádico de maconha. A guerra contra

Ler mais

Cannabis – Por que é proibida? – parte 2

Transcrição da Matéria: Afinal, quais os verdadeiros motivos por trás da proibição da maconha? A droga faz mal ou não? MACONHA FAZ MAL? Taí uma pergunta que vem sendo feita faz tempo. Depois de mais de um século de pesquisas, a resposta mais honesta é: faz, mas muito pouco e só para casos extremos. O uso moderado não faz mal. A preocupação da ciência com esse assunto começou em 1894, quando a Índia fazia parte

Ler mais

Cannabis – A Erva Volúvel

  Por Rafael Garcia 17 / 6 / 2007 Fonte: Folha de São Paulo  Para o descobridor do princípio ativo da maconha, *Raphael Mechoulam,* a única coisa que impede os derivados da Cannabis de invadirem o mercado são os relações públicas da indústria farmacêutica O potencial medicinal de derivados da maconha já está mais que evidente, e as grandes empresas farmacêuticas só estão se voltando para ele de maneira tímida “por uma questão de relações

Ler mais

Conexão Alienigena -Ayahuasca

  A CONEXÃO AYAHUASCA – Alienígena O Texto a seguir foi traduzido a partir do original: The Ayahuasca – Alien Connection Texto extraído de: Visões da Ayahuasca – A Iconografia religiosa de um Shaman Peruano   Sobre as Visões – Algumas iconografias de maior importância: Naves Espaciais O tema das naves espaciais tem grande importância nas visões de Pablo. Como logo vimos, quando a curandeira que curou sua irmã deu-lhe ayahuasca, Pablo viu um imenso

Ler mais

Folhas e Plantas Mágicas

Inúmeros vegetais têm, para os Maués, forças mágicas, enquanto outros estão ligados “a sua organização tribal, aparecendo na denominação de seus clãs. Para afastar a Mãe-da-Doença, os índios Maués, costumam pintar-se com sumo de jenipapo e de urucum. Para que suas armas de caça e utensílios de pesca mantenham suas propriedades mágicas, costumam banhá-las com água de uma planta do igapó, denominada “jasmim de lontra”, depois de cuidadosa maceração. A vassourinha é usada, com cachaça, em fricções,

Ler mais

Canabis – A Polêmica

  Trata-se de uma planta geradora de muitas polêmicas ! Parte da população mundial quer proibir, parte descriminalizar e outra liberar totalmente. Quem está com a razão? A maior parte das divulgações de pesquisas feitas até hoje, foi com criminosos. Ela circula na ilegalidade. Até agora, pouco se divulgou a respeito de milhares de pessoas que a utilizam para fins relaxantes, espirituais, meditação, recreação, etc.  Até porque existe medo na pesquisa. Já ouvimos até dizer:

Ler mais

Canabis – Dr. Drauzio – Entrevista

  *Dr. Drauzio Varella entrevista Dr. Elisaldo Carlini é médico psicofarmacologista e trabalha no CEBRID, Centro Brasileiro de Informação sobre Drogas, e é professor da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo.* Extraído do site https://drauziovarella.uol.com.br/entrevistas-2/maconha/ Embora do ponto de vista científico não esteja claro que a maconha possa provocar dependência química, não existe consenso popular da existência ou não dessa dependência. Muitos defendem tratar-se de uma droga que não vicia e

Ler mais

Jurema – Conclusão

  Bem no centro de um cômodo (de uma sala) (42) totalmente vazio de móveis, encontra-se a mesa de jurema. Sobre um pano estendido no chão, são colocados cachimbos (chamados de caqui e que serão usados de modo invertido para defumação), cruz de madeira, terço metálico, velas, garrafão com poncho de maracujá, cuias (cabaça), aribé da jurema (cuia grande com jurema – também chamada de anjucá), vidrinho com mel, pequena imagem de uma santa, fumo,

Ler mais

Paricá – Virola

  VIROLA (Virola Calophylla) – PARICÁ (Piptadenia / Anandathera Peregrina) Utilizados em pó como rapé. Vem das sementes leguminosas (paricá) ou das cascas do tronco (virola). Utilizado pelos índios brasileiros, as plantas são aspiradas através de tubos, pelas narinas.   Paricá Há varios nomes para o Paricá : niopo, nupa, yopo, cohoba, niopa, nopa, yopa, jopa, yupa, curupa, niopa, cogioba, cohiba, coíba, kurupaiara, cebil, cevil, mori, hataj, hisioma, kakoímes, curuva, . Outros do Brasil :

Ler mais

Considerações sobre Plantas de poder

  CONSIDERAÇÕES SOBRE PLANTAS DE PODER Acredita-se que há 3 milhões de anos  atrás o homem se destacava de outros primatas, numa lenta jornada em busca de si mesmo.  Neste período o cérebro triplicou o seu peso. Mas segundo a ciência foi há 500.000 anos que se formou o neocórtex, onde a consciência humana, que era nebulosa ganhava amais nitidez. O neocórtex está relacionado com o raciocínio abstrato. Nos últimos cem mil anos o processo

Ler mais

Datura

Datura é um nome genérico que abrange várias espécies. A mais conhecida é a *Datura Stramonium*. No Brasil é conhecida como Trombeteira, Lírio. No Perú é também conhecida como Floripôndio ou Tóe. É utilizada desde a antiguidade, citada até na obra de Homero “Odisséia” . Conta que Ulisses chegou à ilha habitada pela ninfa Circe, esta deu de beber à tripulação uma poção, para que os marujos pudessem esquecer de sua terra natal. Na Idade

Ler mais

Jurema Rainha

  A Recriação Contemporânea de um Mito Dentre os estudos da antropologia brasileira, a Jurema ocupa um lugar singular. O próprio termo comporta denotações múltiplas, que são associadas em um simbolismo complexo. Além do sentido botânico (1), a palavra Jurema designa ainda pelos menos três outros significados: Preparado líquido à base de elementos do vegetal, de uso medicinal ou místico, externo e interno, como a bebida sagrada, “vinho da Jurema”; cerimônia mágico-religiosa, liderada por pajés,

Ler mais

Jurema – Atikum

A JUREMA NO “REGIME DE ÍNDIO”: O CASO ATIKUM *Rodrigo de Azeredo Grünewald* (1) 1. Introdução Escrever sobre a jurema é, para mim, um esforço de concentração de elementos dispersos de pesquisa para a composição de um texto evocativo de interpretações relacionadas aos usos sociais de uma planta, principalmente entre a Comunidade Indígena de Atikum-Umã. Vale entretanto, e antes de situar a jurema na Serra do Umã (sertão pernambucano), apontar algumas questões mais gerais que

Ler mais

Jurema – Mãe Eterna

O xamã nativo como herói cultural, jurema como mãe eterna Clarice Novaes da Mota Palestra apresentada dia 18 de março de 2005 no Primeiro Encontro Brasileiro de Xamanismo. Organização Léo Artése/Associação Lua Cheia Pax, São Paulo, 13 a 20 de março de 2005. (**) Existe em antropologia um personagem que se descreve como herói cultural. É assim designada a pessoa, ou ser vivo seja imaterial, animal ou vegetal  que estabelece as bases da cultura em

Ler mais

Jurema

A “Jurema Negra” ( Mimosa Tenuiflora ), é também conhecida como Espinheiro Preto. É uma árvore muito conhecida no nordeste brasileiro~. São utilizadas a casca e a raiz macerada na água, vinho ou cachaça. É desta planta que se origina o famoso “Vinho da Jurema”, citado até na obra “Iracema”, de José de Alencar : “Através da planta, os guerreiros de Araquem entravam em comunicação com o mundo invisível” É usada nos rituais do Catimbó

Ler mais

Jurema entre os índios do nordeste

É a partir do momento que os grupos indígenas da região referida pelos etnólogos como nordeste etnográfico começam a ser pesquisados de forma sistemática (a partir da década de 80 deste século), que um debate sobre a jurema se viabiliza inclusive com tentativas de generalizações.  Entre Pernambuco e Bahia, passando por Alagoas e Sergipe, encontramos recentemente algumas descrições de rituais indígenas que parecem integrados no chamado complexo da jurema (10). Diferente da imagem da Cabocla

Ler mais

ABC da Farinha de Coca

  INSTITUTO DE CULTURA ALIMENTARIA ANDINA  INCAA O  ABC da Farinha de COCA JAVIER TRIGO PESAQUE campos_devida@yahoo.es Membro fundador da ASOCIACIÓN PERUANA DE LA HOJA DE COCA  APEHCOCA PORQUE é boa para a saúde ? A folha de coca é um alimento muito completo, altamente assimilável e com propriedades medicinais muito especiais. Destaca-se sua grande quantidade de cálcio (mais de 2.000 mg. frente a 120 mg. de leite), Vitamina A, Complexo B (incluí B12), zinco,

Ler mais

Coca – Fórum Internacional

Fórum Internacional da Folha de Coca “Uma semana de Paz com a Coca” Lima-Peru 4 a 8 de Abril de 2005 Este documento vem circulando com o objetivo de juntar um máximo de assinaturas, para apoiar a reforma das leis nacionais e internacionais. Os abaixo assinados, representantes de Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador e Peru, na qualidade de expositores e participantes do FIHC, subscrevemos o presente pronunciamento: Como resultado do FÓRUM INTERNACIONAL DA FOLHA DE COCA

Ler mais

Coca – Valor Nutricional

O PROIBICIONISMO E AS FOLHAS DE COCA É muito desafiante a luta contra o proibicionismo, porque a sociedade, de uma maneira geral, acredita em tudo o que escuta e que lê. Até algumas pessoas, (não as que são do xamanismo), aproveitam as leis proibicionistas vigentes, para assombrar leitores e confundir as plantas sagradas com drogas, numa busca de se auto-afirmarem como mestres, seres iluminados, que vieram para fazer justiça e livrar a humanidade dos perigos.

Ler mais