Visões da Ayahuasca com Alienígena – A Iconografia religiosa de um Shaman Peruano

Visões da Ayahuasca – Conexão Alienígena – A Iconografia religiosa de um Shaman Peruano

O Texto a seguir foi traduzido a partir do original: The Ayahuasca – Alien Connection

Texto extraído de: Visões da Ayahuasca – A Iconografia religiosa de um Shaman Peruano

Sobre as Visões – Algumas iconografias de maior importância:

Naves Espaciais

conexao-alienigena

O tema das naves espaciais tem grande importância nas visões de Pablo. Como logo vimos, quando a curandeira que curou sua irmã deu-lhe ayahuasca, Pablo viu um imenso disco voador fazendo um tremendo zumbido que o deixou em pânico. Don Manuel Amaringo, o irmão mais velho de Pablo, tem uma história similar. Ele me contou – com lágrimas em seus olhos – que o principal ícaro (canção de poder) que ele utilizou para curar muitas pessoas, ele o aprendeu de uma fada chamada ” Altos Cielos Nieves Tenebrosas”, que veio em uma nave espacial azul.

Ela me perguntou: você quer ouvir minha música? Ela cantou e aquela música permaneceu em meu coração.

A despeito da freqüência com que Pablo descreve naves espaciais, ele é espaçado em seus comentários sobre elas. Pablo diz que estes veículos podem ter diversos formatos, são capazes de atingir velocidade infinita, e podem mover-se debaixo d’água e dentro da terra. Os seres que viajam nelas são como espíritos, tem corpos mais sutis do que os nossos, aparecem e desaparecem. Eles pertencem a uma avançada civilização extraterrestre, a qual vive em perfeita harmonia. Grandes civilizações ameríndias como a Maya, Tiahuanaco e a Inca contataram estes seres. Pablo disse que viu em suas jornadas com ayahuasca que os Mayas sabiam sobre esta mistura (com seu povo), e que eles vieram de outros mundos em vários momentos de sua história, mas que estão prontos para retornar para este planeta.

De fato, ele disse que muitos dos objetos voadores vistos por pessoas hoje são pilotados por peritos mayas.[1]

Os extraterrestres estão em contato com os nina-runas (povo do fogo) que vivem no interior dos vulcões. Eles se comunicam telepaticamente com os outros. Sob o efeito da ayahuasca, pode-se ver estes seres e seus veículos, mas poucos vegetalistas atualmente tem contato com eles, apenas alguns escolhidos, a quem os extraterrestres ensinam canções de poder e fornecem informações para ajudar a curar seus pacientes.

A antropóloga francesa Francoise Barbira-Freedman, quem fez um extenso trabalho sobre a Lamista(?) da província de S. Martin, contou-me que entre seus informantes shamans, avistamentos de espaçonaves através da ayahuasca são comuns. Quando eu visitei D. Manuel Shuna, o tio de Pablo, um vegetalista com mais de 90 anos, eu lhe mostrei várias fotos das pinturas de Pablo. Apontando para o disco voador em uma das fotos, ele me disse excitado, quase estressado, que nos últimos dois anos ele vinha sendo assombrado por seres que saíam de máquinas como aquela. Ele disse que aqueles seres pairavam levemente sobre a superfície da água. D. Manuel descreveu aquelas máquinas como tendo aproximadamente 50 metros de comprimento, com luzes que tornavam a noite clara como o dia. Quando paravam, nunca tocavam a superfície da água, mas permaneciam suspensos no ar. Algumas vezes os seres que estavam a bordo destas máquinas derrubavam algumas árvores e as levavam todas de uma vez com eles. Dom Manuel disse: Eles sabem quando eu estou bebendo ayahuasca. Eles vem e cantam (me ensinam) todos os tipos de canções e os ícaros (chamadas ou canções de poder) que eu canto. Eles também sabem como orar. Eles querem ser meus amigos, porque existem coisas que estes seres não sabem. Eles querem me levar com eles, mas eu não quero ir, porque estas pessoas comem uns aos outros. Eles me apavoram por moverem terra, ou ao derrubarem grandes árvores. Eles quase me enlouqueceram. Mas eles não demoraram a ir embora, porque eu assoprei tabaco neles.

alienigenas-conexao

Está claro que é muito difícil saber o que fazer com este tipo de relato. Parece que os shamans estão constantemente se apropriando de quaisquer inovações que vêem ou ouvem, usando-as em suas visões como metáforas vivas para ir além na exploração das esferas espirituais, para aumentar seus conhecimentos, ou para se defenderem de um ataque sobrenatural. Os shamans de Shipibo recebem livros em suas visões, nos quais podem ler a condição de seus pacientes, recebem espíritos farmacêuticos, ou viajam em naves com um sugestivo design geométrico para o fundo dos lagos para recuperar a alma de seus pacientes (Gebhart-Sayer 1985:168,172:1986:205;1987:240). Canelos Quichua recebeu dos espíritos máquinas X-ray, aparelhagem de pressão sangüínea, estetoscópio, e um conjunto brilhante de luzes cirúrgicas. Um shaman Campa aculturado usa em suas curas um rádio para se comunicar com os espíritos da água (Chevalier 1982:352-3). Os Shamans de Shuar, que adquiriram de várias plantas, animais, pedras, ou outros objetos, flechas mágicas para curar ou se defenderem, também recuperaram um witrur (vitrola em espanhol, fonógrafo) (Pellizzaro 1976:23. 249); Don Alejandro Varquez, um vegetalista que vive em Iquitos, contou-me que além de anjos com espadas e soldados com armas, ele recebeu um jato que usa quando é atacado por feiticeiros fortes (Luna 1986:93: veja também Pellizzaro 1976:47); Dom Fidel Mosombite, um hoasqueiro de Pucallpa, contou-me que em suas visões ele recebeu chaves mágicas, que o habilitaram a dirigir carros e naves de diferentes tipos.

Voar é o tema mais comum do shamanismo em qualquer lugar. O shaman pode se transformar em um pássaro, inseto, ou em um ser alado, ou ser levado por um animal ou outro ser para outras esferas (realidades). Os shamans contemporâneos às vezes usam metáforas baseadas em invocações modernas para expressar a idéia de voar. Desta maneira, não é estranho que o tema UFO, o qual é parte do imaginário moderno – talvez, como proposto por Jung (1959), seja uma expressão arquetípica dos nossos tempos – é usado pelos shamans como um dispositivo de transporte espiritual para outros mundos. Os discos voadores, seres extraterrestres, e civilizações intergaláticas que aparecem nas pinturas de Pablo, não devem necessariamente ser considerados incomuns ou estranhos para o shamanismo amazônico; eles podem ser manifestações de temas antigos. Descrições de jornadas shamanicas sob a influência da ayahuasca e outras plantas psicoativas, mesmo entre as tribos amazônicas isoladas, freqüentemente incluem a idéia do shaman ascendendo ao céu para se juntar aos seres celestiais ou, ao contrário, seres celestiais descendo ao lugar da cerimônia.[2]

alieniginas-poder

Mbos Valle (1979) e Meheust (1988) notaram o paralelismo que pode ser encontrado entre temas folclóricos, jornadas shamanicas, e abduções por discos voadores. Como em outras partes do mundo hoje, a Amazônia é constantemente bombardeada por novas imagens exóticas e símbolos que rapidamente se misturam à crença tradicional

Entretanto, a conexão entre UFOs e tryptamina foi anotada por Terence Mckenna, quem averiguou por pesquisas que o contato com UFOs é o tema mais freqüente mencionado por pessoas que tiveram experiências com psilocybin, usando 15-miligramas, dose suficiente para trazer à tona o potencial dos efeitos psicodélicos (cf. Mckenn 1984, 1989). Eu tenho escutado relatos semelhantes dos caboclos que beberam ayahuasca, Psilocybin cubensis (cogumelos), ou dimethyltryptamina pura. Como Valle (1979:209-10) anotou, os UFOs são manifestações físicas que não podem ser entendidas fora de sua realidade psíquica e simbólica. O tema UFO é um assunto que não pode ser negligenciado pelos antropologistas cognitivos, psicólogos e pessoas interessadas na mitologia do homem moderno.

Notas
[1] Uma idéia similar foi descrita pela antropóloga alemã Angelika Gebhart-Sayer. Em 1981, enquanto realizava trabalho de campo em Caimito, uma pequena localidade ao longo do Rio Ucayali, na amazônia peruana, seus amigos índios afligiram-se com um estranho fenômeno de luzes nas montanhas, e que eles interpretaram como uma nova tática das pessoas brancas para penetrar em seu território tribal. Quando eles se aproximaram, as luzes desapareceram. Gebhart-Sayer disse Ter visto inexplicáveis luzes amarelas se movendo a 400 metros de distância e a um metro do chão. Ela não encontrou nenhuma explicação lógica para o que viu. Joe Santos, o shaman, acalmou as pessoas, explicando que nas visões proporcionadas pela ayahuasca ele entendeu o que era aquilo: um aeroplano dourado com grandes lâmpadas e uma bela decoração. O piloto, um distinto inca. Às vezes, ele vestia as roupas modernas das pessoas brancas, às vezes uma preciosa cushma inca (tradicional vestimenta masculina). Nós saudamos os outros, mas não falamos, porque nós conhecíamos seus pensamentos. Então ele se afastou. Entretanto, o momento não é adequado para ele falar. Os incas querem aliar-se com eles, para poder derrotar os brancos e mestiços, e estabelecerem um grande império no qual nós viveremos sua vida tradicional, e possuiremos as comodidades incas e brancas. O tempo chegará em breve, no qual ele trará surpresas e orientações.

[2] Um interessante exemplo da cosmologia Cuna foi relatado por Gomez: as estrelas são luzes de um nível de habitações (mundos) da natureza, que é intermediário entre corpos sólidos e o ar. Aquelas moradas são habitadas por belas mulheres que à noite vestem roupas de tecidos brilhantes, acessos por lâmpadas, semelhantes àquelas das pessoas brancas. Elas se reproduzem por meio de “Paptummatti” (literalmente, o Grande Pai) sem a intervenção de homens, sempre dando a luz à mulheres. Elas se movem de uma casa para outras por meio de naves douradas com as quais também viajam a outros mundos, ocasionalmente descendo a algum deles para transportar em seus veículos aquelas pessoas merecedoras de um favor divino.

O autor adicionou a seguinte nota:

Na mitologia de Cuna, existem numerosas referências a estes discos voadores em suas narrações sobre heróis da cultura. Esta nação entrou para o folclore, e descrições destas naves ocorrem diariamente.

Ayahuasca – a bebida sagrada (irmãos de Órion – mensagem recebida em 01/08/99)

ayahuasca-conexao
Ayahuasca: Comunhão do ser interno com o universal: Deus
Ayahuasca: (Shiva) Transformador de corações
Ayahuasca: Morte do ego
Ayahuasca: Descoberta do Ser universal
Ayahuasca: Deus dentro de nós
Vem poderoso ser, eu me rendo ao amor de Deus e vou a Ele através de mim mesmo, me transformo em luz e não estou em lugar algum, e estou em tudo.

Os Benefícios Proporcionados Pela Bebida Sacramental Ayahuasca:

A polêmica entorno da bebida ayahuasca se dá devido à falta da vivência da experiência divina.

Pessoas de pouca fé comentam a respeito de experiências que não vivenciaram, observando o contexto de conceitos estabelecidos por uma vida conduzida pela ilusão. É possível que estas pessoas tenham tido até algumas experiências com a ayahuasca, porém, não existiu senão o confronto com a vibração em que estavam, o que nem sempre é agradável.

A experiência em Deus depende do ser em si, a ampliação consciencial, bem como o trabalho diário pelo amor através da devoção, pode trazer ao ser um estado de iluminação por diversos meios, como por exemplo através da meditação.

Somente pessoas que passaram por experiências divinas com o uso da ayahuasca é que podem conhecer o valor da experiência e desta bebida. Na verdade, muitos seres precisam de mais tempo para reconhecer o valor da utilização este veículo de ascensão consciencial.

Existe a necessidade do chá ayahuasca? Não há necessidade obrigatória da utilização de plantas de poder, mas sim, da energia necessária às transformações necessárias à experiência divina, com a abertura consciencial que é proporcionada rapidamente ao ser com a utilização da ayahuasca, ele pode mais rapidamente se adaptar e se conduzir para a experiência divina, o contato com o sagrado ser que habita nosso interior e tudo que existe.

A ayahuasca proporciona a abertura necessária à ampliação consciencial que nos leva a perceber a presença divina. É claro que cada qual deve perceber a necessidade do contato divino e o caminho que melhor se adapta às suas relações consigo e com o Todo. O samadhi descrito pelos iogues é conseguido através de práticas que acumulam energias, alguns xamãs usam a água e suas energias para obter esse contato, o tantra utiliza a energia sexual, alguns exercícios podem, se praticados com perfeição e dedicação, levar à abertura de nosso ser. A planta de poder fornece ao ser a energia necessária para a comunhão com o Pai-Mãe Amado.

É necessário a correta condução da energia para que se chegue onde se quer, pois o ser pode simplesmente utilizar a energia para tolices e futilidades e, desta maneira, o contato divino é adiado até que o ser decida-se a buscar a Deus.

A polêmica é justamente gerada pelos seres que, fazendo uso da ayahuasca, não conduzem energia com intenção em Deus e deparam-se com os seres que se alimentam das energias perdidas nas trilhas incertas da ilusão. Infelizmente, somente alguns enxergam a necessidade de mudar esta conduta e identificar-se com as leis divinas que regem o universo.

Os manipuladores que mantém o véu da ilusão se utilizam de alguns meios através dos quais tentam conduzir as atitudes das pessoas, a sociedade atual é comandada pela ilusão, através da conduta considerada apropriada (falsos padrões comportamentais já arraigados), a qual na verdade nos leva à perda da energia necessária à nossa busca do divino. Os manipuladores tem nos meios de comunicação seu maior instrumento de manipulação, sendo que, nem sempre é tarefa fácil perceber que os artifícios usados por eles tentam nos aproximar mais do mutável e perecível, afastando-nos do real e eterno. As pessoas agem mais seguindo aquilo que comanda a atual fase social que os manipuladores projetam na sociedade, como por exemplo a sensualidade, os jogos de paixões e conquistas, o misticismo que é a falsa busca de Deus, etc.

Para se entender um caminho dármico* é necessário almejar a conduta reta, seja ela conduzida por meio de plantas de poder ou não. A grande conquista que sentimos ao trilhar o caminho da planta de poder é a ampliação energética de nossas capacidades, o que nos leva rapidamente a perceber os defeitos de nossa personalidade, criados a partir da identificação com o meio em que vivemos, com o mutável, para, então, transformá-los e viver a experiência divina.

Por que o chá ayahuasca pode nos iluminar? Primeiramente a utilização do chá abrange três aspectos: a limpeza, a energização e a elevação.

A limpeza: existem seres que podem passar existências inteiras somente neste item, que é relacionado com a mudança de atitudes. Primeiramente existe uma necessidade de livrar o corpo de toxinas ingeridas pela alimentação inadequada, pelo fumo, ácool, drogas, etc. O corpo tratará de expurgar estas impurezas, mesmo que por meio de sofrimento, no caso de persistência no erro. Então, surge da consciência a necessidade de mudar atitudes que identificam-se com o mutável irreal, a ilusão, mostrando a necessidade de transformação. A mudança energética é a libertação, assim, a limpeza proporciona uma vida mais tranqüila e feliz.

A energização: a energização é feita quando os chakras estão livres das paixões e vícios do mundo dual, pois só assim a energia permanecerá, e caso contrário, ela se esvai com pensamentos e ações ilusórias. Quando os sete chakras giram cheios de energia, a essência liga-se ao Pai-Mãe Amado, atingindo a elevação que é a experiência divina. Este contato renova o ser e o ensina pela sabedoria infinita que se faz presente em cada célula física, astral e essencial que existe no ser.

A presença de ayahuasca nos oferece a energia necessária para a limpeza, energização e elevação, basta que queiramos o certo, o caminho que leva a Deus.

Benefícios Espirituais Proporcionados Pela Ayahuasca:

O coração é o caminho onde encontrarás a margem do rio que te levará ao mar do infinito.

Quando por meio da concentração atingirmos a capacidade de agir energeticamente, nos transportando e atuando nos âmbitos que desejamos, realizaremos através da capacidade espiritual, sem que o corpo seja responsável por essa atitude, estaremos poupando em muito o tempo da nossa encarnação.

Exemplo: Para visitarmos alguém a quem precisamos ajudar, precisamos de um meio de locomoção e tempo para nos encaminhar até o local em que a pessoa se encontra, caso ela nos receba, existe uma chance de ajudá-la. Através da concentração podemos mentalmente enviar a ela nossa vibração harmônica, o que ajuda mais do que qualquer palavra. Podemos ainda desenvolver a capacidade de projeção e atuar junto à pessoa em nível astral.

Através da ayahuasca, você pode inteirar sua vida mais rapidamente ao poder divino e aprender a libertar-se de karmas e, ao ouvir seu coração, andará no caminho dármico. A ayahuasca fornece a energia necessária ao aprendizado de si mesmo e o espírito da verdade clareia no caminho a ser seguido quando usado em contexto religioso, por isso, destacamos a necessidade da condução da experiência pelo discernimento e pelo amor.

Perceba quando suas energias se concentram na evolução ou quando são apenas sugadas por coisas inúteis que ocupam seu pensamento, e saiba se conduzir evitando as pedras do caminho. Quem utiliza energia de maneira errada terá de responder por isso e devolver em igual intensidade, desta maneira, podemos nos libertar de karma ou gerar muito karma.

Benefícios Físicos Proporcionados Pela Ayahuasca:

Esta energia poderosa circula por nossas células, revigorando nossos corpos físico e astral. Todo benefício espiritual está intimamente ligado ao benefício material, porque ação gera reação, as doenças só existem em conseqüência de nossas atitudes, quando estas seguem as leis divinas, nós nos identificamos com darma, e nos libertamos de karma, que é gerador de doenças.

Os milagres ocorrem do eterno ao mutável, quando o espírito aprende suas lições, ele se identifica com darma, e não há necessidade de aprendizado pelo karma, pois o ser já sabe identificar-se com o imutável.

Uma mente mais saudável e equilibrada surge quando o caminho dármico é seguido, gerando saúde em todas as áreas de nosso ser.

O espírito são gera corpos sãos, a cada defeito que vencemos, ganhamos saúde, energia e equilíbrio.

Benefícios Mentais Proporcionados Pela Ayahuasca:

A mente sã é aquela que equilibra a atuação dos seres nos mundos físico e astral, a mente não é a essência, mas sim um instrumento do crescimento da mesma.

Através da mente controlamos a energia que flui de um nível a outro, quando abusamos do poder mental levados pela inquietação e insatisfação, somos conduzidos ao desequilíbrio pelas forças ocultas negativas, que se alimentam da energia consumida indiretamente por linhas de pensamentos desgovernadas.

Toda atitude mental desequilibrada está ligada ao desejo ou ao apego, o que deu vazão à criação de uma ilusão que o ser alimenta com toda energia que pode captar. Somente quando se reconhece que se direciona mal a energia vital é ue se modifica o desequilíbrio.

Por isso a ayahuasca deve ser utilizada de maneira criteriosa, conduzida espiritualmente por seres ascencionados, de forma que a energia não se esvai e sim, conscientiza. Desta maneira, o tratamento constante restabelece o discernimento e a capacidade de manter-se equilibrado, direcionando o ser para sua missão verdadeira, libertando-o da ilusão que consumia suas forças.

* O darma é a ação – pensar, falar e agir – com consciência e cumprimento das leis divinas. O ser que anda no caminho dármico já não gera reações, não está preso ao karma – onde há uma ação há uma reação correspondente, caminha com leveza no mundo dual, identificando-se com o imutável em suas atitudes.

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site


©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?