Arquétipos: ajudando a encontrar nosso caminho dentro de nós

Arquétipos: ajudando a encontrar nosso caminho dentro de nós

Do mesmo modo como observamos heróis de contos populares como indicadores da adaptação criativa, do mesmo modo que usamos pessoas comuns da vida real como modelos e estímulos, também podemos cultivar e usar imagens arquetípicas para o nosso amadurecimento e nossas necessidades criativas.

Quando adequadamente analisados, elas apontam o caminho para a ação, a escolha ou o valor que é caracteristicamente nosso próprio jeito instintivo de ser.

O arquétipo é um padrão instintivo ou maneira de ser, e não a personalidade, não a forma . É uma abstração, e , como tal, pode ser usado para representar nossos mais elevados objetivos na vida e nossas mais puras características.

As imagens arquetípicas nos ajudam a encontrar nosso caminho para aquilo dentro de nós que está vivo.

Os arquétipos sugerem maneiras pelas quais podemos nos comportar, escolher e ser se quisermos redescobrir o desígnio, o encanto e o poder de nossa vida.

No início só existia energia cósmica, que era emanada de Deus. Por sua vontade se desencadearam turbilhões de energia, constituídos de nada, exceto energia.

Essas substâncias foram se diferenciando, tomando formas diferentes, criando dimensões diferentes.

Os planos vão de um sutil para um mais denso. São formados de elementos sutis na parte superior e se adensam para o extremo inferior.

A energia de Deus na segunda fase da Criação, vai penetrando pelos diversos planos, revestindo-se de substância de cada um até atingir o mais grosseiro – O Físico.

Essa energia emanada “Mônada “por ser imensamente pura e de vibração rápida, não pode atingir o mundo denso, sem diminuir gradativamente o seu potencial.

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site


©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?