Xamanismo e as crianças: vivência do animal guardião na escola

Xamanismo e as crianças: vivência do animal guardião na escola

Crianças de primeiro e segundo grau na vivência do animal guardião

A fase mais criativa de nossas vidas vai do nascimento até a puberdade. Os pais com consciência espiritual compreendem que é uma fase preciosa, e deixam suass crianças sonharem, fantasiarem, fazerem jogos imaginários, contatos com fadas e duendes, amigos imaginários, mundos paralelos.

Nas comunidades nativas crianças e adultos compartilham mais, das atividades de uma criança e vice-versa. O ambiente é o mesmo. Elas encontram seres em madeira, escutam animais ou seres falando-lhes, sonham com heróis. Na aldeia, alguns adultos chegam a sonhar e a ter as mesmas visões que uma criança.

Dom Juan dizia que temos que ver o mundo com os olhos da criança. Nas praticas xamânicas nós nos conectamos com as experiências visionárias que tínhamos quando crianças. Essas foram as nossas experiências místicas iniciais e naturais que permanecem na nossa memória consciente ou inconscientemente.

Os Xamãs acreditam que espíritos guardiões nos protegem na infância. . Muitas crianças aprendem sobre Anjos da Guarda, e se relacionam com eles através de preces e orações.Além disso, muitas crianças adquirem outros auxiliares espirituais como elementais da natureza, companheiros animais, amigos invisíveis, etc.,que confortam nas tristezas, ensinam a lutar com os desapontamentos, aqueles que escutam sem interromper, que escutam as queixas quando não é possível nos queixar-se para os adultos.

Isso pode ser chamado de fantasias de infância, ou ajuda espiritual. Poderíamos também chamar de espíritos que apareciam para nós, no reino imaginário. Eles podem continuar esse contato, se nos reconectarmos e renovar-mos esse relacionamento.

Meu envolvimento com os animais iniciou na infância. Os brinquedos que eu mais adorava, eram meus bichos de borracha. Tinha um verdadeiro zoológico, gostava de separar os animais por habitat, falava com eles e compunha estórias.

Foi num desses sonhos de criança, aos 11 anos, que tive uma experiência marcante. Tão marcante que nunca esqueci. Foi um sonho que aparecia no pé da minha cama uma enorme pomba, e quando abri os meus olhos ela permaneceu lá, desaparecendo gradualmente após eu ter aberto um grande berreiro acordando toda a minha casa. Às vezes não conseguimos nos lembrar de um sonho no dia seguinte. Para não esquecer de um sonho uma vida inteira, o leitor pode imaginar como foi forte e real.

Crianças têm uma afinidade natural com os animais. As crianças adoram estórias de animais e colocam gravuras de animais na parede ou quadro de animais, brincam e dormem com animais de pelúcia, usam nos cobertores e travesseros, assistem desenhos animados e estórias em quadrinhos sobre animais, filmes, etc.

Foi muito gratificante a experiência que tive realizando um trabalho para a Secretaria de Educação de Curitiba com crianças de primeiro e segundo grau na faixa entre 7 a 11 anos. Na primeira parte do trabalho a aula enfocou as diversas manifestações da natureza tais como: a chuva, o vento, os movimentos das estações, as plantas, os animais, as pedras, o Sol, a Lua, as Estrelas, etc. Na Segunda o cenário atual dos problemas atuais que temos em relação ao meio-ambiente e o que eles poderiam fazer para contribuir com a sua melhoria em relação ao lixo, poluição, desperdícios, etc. . Na terceira sobre os índios e sua ligação com a natureza.

Ao terminar a aula fiz com as crianças (aproximadamente 400 crianças, divididas por turno) a vivência do animal guardião. Fui lhes contando que quando era criança, eu tinha um amigo invisível, um amigo que aparecia nos meus sonhos e me ensinava coisas, falava comigo quando eu estava nervoso, e me acalmava quando sentia medo. Disse que quando não tinha vontade de estudar ou de ir para a escola, ele me dava uma energia e dizia para eu ir, porque era bom para mim. Quando eu falei isso vários deles me disseram que também tinham um amigo assim.

É muito comum a criança brincar com amigos invisíveis, geralmente, nós adultos achamos que é pura criação da mente, pois queremos ser adultos demais, céticos demais, para compreender que existem outros mundos, além dos limites da compreensão humana.

Crianças são naturais ao trabalharem com o Mundo do Espírito e guias animais, mesmo ainda bloqueados por preconceitos adultos. O conceito de ter um amigo invisível faz sentido para as crianças. Elas costumam ter amigos imaginários. Elas aprendem rapidamente a trabalhar com os guias. Elas sonham com animais.

Disse a eles para fecharem os olhos, e passei para todos uma respiração rítmica, e como tambor, inciei a jornada. Na medida que conduzia a jornada, eu podia ver a expressão de alegria nas suas pequenas faces. Ao terminar a jornada, pedi para que todos desenhassem o que viram, e que escrevessem o que sentiram.

O resultado foi maravilhoso. As crianças desenharam os mais variados animais: águias, leões, camelos, baleias, golfinhos, macacos, serpentes, cães, gatos, tigres, panteras, pássaros, cavalos alados, unicórnios. Alguns depoimentos de muita profundidade, tais como:

-   Quando vi meu animal, senti que Deus estava dentro de mim!
-   Meu bicho me disse que agora ele vai me ajudar na escola!
-   Fiquei tão feliz de ver meu animal, que até chorei!
-   Agora sei que não estou mais sozinho, meu animal vai me ajudar!

Alguns pesquisadores de comportamento infantil dizem que as crianças sonham mais com animais do que com a família e amigos, e não somente os domésticos, também animais selvagens, criaturas que eles encontram primeiramente em Jardim Zoológico, livros, televisão e cinema. É como se em nossos primeiros anos, ainda não recebêssemos as programações do futuro e do presente, temos uma sintonia com animais selvagens.

O curioso é que o desenvolvimento do jardim zoológico coincide com a remoção gradual de animais da vida diária, que começou a cerca do último século. Também a popularidade de animais de estimação e domésticos é um fenômeno recente também

ENTRE EM CONTATO

Envie um e-mail para a equipe do Site


©Desenvolvido por Agência Rumi

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?