login

Léo Artése

A MEDICINA DA INSPIRAÇÃO

A ÁGUIA VAI POR CIMA...

O LEÃO VAI PELO CHÃO...

GALERIA DE FOTOS

AGENDA XAMANICA - LÉO ARTESE

REPORTAGENS

PERSONAL COACHING

COACHING XAMÂNICO

COACHING DE COMUNICAÇÃO

CONSULTAS TERAPEUTICAS

LIVROS

SITES DE RELACIONAMENTOS

BLOG DE XAMANISMO

O Vôo da Águia

CALENDÁRIO SAGRADO- VOO DA ÁGUIA 2017

JORNADA VOO DA ÁGUIA

CALENDÁRIO SAGRADO- VOO DA ÁGUIA 2015

CALENDÁRIO VOO DA ÁGUIA 2016 - BRASIL E EXTERIOR

VOO DA ÁGUIA NA EUROPA

europa

12 MOTIVOS

*FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES*

JORNADA DE FORMAÇÃO DE MULTIPLICADORES

JORNADAS XAMÂNICAS

JORNADA NA EUROPA 2011

JORNADA NO PERÚ

VOO DA ÁGUIA I - PRIMAVERA

VOO DA ÁGUIA II - VERÃO

VOO DA ÁGUIA III - OUTONO

VOO DA ÁGUIA IV - INVERNO

FESTIVAIS DO FOGO

I- GERMINAÇÃO

II- FERTILIZAÇÃO

III- PRIMEIRA COLHEITA

IV- ÚLTIMA COLHEITA

RETIRO XAMÂNICO : A MEDICINA DA TERRA

4 PILARES DO EQUILÍBRIO

Fany Carolina

Medicina da Mulher Aranha

O Sagrado Feminino

Mistérios do Sangue Menstrual

A Tenda da Lua

Ciclos Femininos

Teia dos Sonhos

Círculo de Mulheres

Oficina e atendimento

Espaço

FERRAMENTAS ESPIRITUAIS

COMO CHEGAR...

KIVA URBANA FOTOS

RODA DE XAMANISMO - O INÍCIO - TURMAS NOITE E MANHÃ

RODA MEDICINAL - GRUPOS

Caminhando na Roda Medicinal

O ESPÍRITO DA ÁGUIA

OFICINA DE XAMANISMO

PODER PESSOAL - OFICINA

RODA DE RITOS




mural

Topic list: Capa.WebMensagem001, Capa.WebMensagem002, Capa.WebMensagem003, Capa.WebMensagem004, Capa.WebMensagem005, Capa.WebMensagem006, Capa.WebMensagem007, Capa.WebMensagem008
Number of Tips: 8
Random Number: 4
Web.Topic: Capa.WebMensagem004
Dot pos: 5
Web: Capa
Topic: WebMensagem004
Full URL:  

Os cristais são a manifestação mais pura da energia e da luz no plano físico. saiba mais
Antonio Duncan



lojinha

III- PRIMEIRA COLHEITA


FESTIVAL DO FOGO III

img

DIA 27 DE JANEIRO 2017 - sexta-feira

Celebração da Primeira Colheita. Este Festival do fogo corresponde sazonalmente com o Festival do Milho Verde, a Dança do Milho dos nativos norte-americanos; com Lammas ou Lughnasadh (que acontecem em 01 de agosto no hemisfério Norte e 01 de fevereiro no Hemisfério Sul); e muitas outras celebrações da colheita. Lammas em inglês arcaico, significava a Missa do Pão (Loaf Mass), descrevendo assim, a festa do pão fresco, feitos dos primeiros grãos de trigo.

Pelo Calendário Cristão é associado ao "Dia de Ação de Graças", "A Massa de Pão"É o momento onde avaliamos aquilo que colhemos, fazendo um balanço de nosso sucessos e frustrações. Onde conscientemente e através do livre-arbítrio abrimos mão, rejeitamos, limpamos o velho e começamos a plantar novos projetos. É o momento de honrar as divindades relacionadas com a colheita e darmos graças por nossa primeira colheita.

Invocamos a conexão com a natureza e com os seres da Criação. Buscamos a consciência que estamos todos ligados por "Todas As Nossas Relações ". Preservamos nossa essência, celebramos os resultados e fazemos cerimônias de agradecimento e purificação. Fazemos a avaliação dos sucessos e fracassos e nos preparamos para o Equinócio de Outono.

img

O festival do Milho Verde/ Dança do Milho, é a celebração nativo norte-americana para a colheita. É realizada tipicamente na Lua Cheia, durante a primeira colheita do milho. A cerimônia religiosa dura tipicamente três dias. É um momento de ação de graças, um momento sagrado para os nativos. Trabalhamos a medicina do corvo :

É a medicina dos conhecimentos mágicos. Para obter ajuda nas cerimônias, conhecer mistérios, favorece viagens astrais e transcendência das limitações do corpo físico. Como mensageiro nas preces de cura, para dons proféticos. Mudança de consciência, processos de transformação.

O grão está maduro para a colheita, as árvores estão carregadas das primeiras frutas do verão. Marca um descanso do trabalho, para avaliar o estoque. A safra que o sol rendeu. Um momento de agraciar, comemorar, apreciar o nosso trabalho diário. Época para lembrarmos que não estamos sozinhos e celebrarmos com nossas relações, do trabalho e conquistas em grupo, da comunidade que vivemos, dos nossos ancestrais, antepassados. Para resgatarmos o sentido de pertencer, do compromisso. Onde agradecemos por comer e por ter um lugar para viver. Para louvar o sacrifício da Mãe Terra e de toda a alma feminina.

O melhor momento para fazer um compromisso com algo e com alguém

DIA 27 DE JANEIRO 2017

SEXTA

À partir das 22h

JORNADA VOO ÁGUIA (até o amanhecer )

Consagração da Ayahuasca

A Sagrada união que emana de sua energia, do Céu Infinito, cobrindo o corpo, alma, espírito, mente, sonhos, abrindo a porta do Mundo Medicinal da Ayahuasca, para trazer revelações, sáude, bem estar Assim na consagração da Divina Alquimia, da Bebida Sacramental podemos nos conectar com o mundo maravilhoso de Deus, que emana a Essência do Universo.

Purificação e limpeza com ervas e perfumes

Todos os caminhos espirituais tem rituais de limpeza e purificação.Antes que uma pessoa possa passar por uma sessão de cura, ou curar outra, deve limpar-se de todos os sentimentos maus, pensamentos negativos, espíritos maus ou energia negativa . Limpeza física e espiritual ajuda as energias curativas a virem desobstruídas.

São várias as formas de purificação e limpeza: fumaça, banhos, passes, alimentação, recolhimentos, calor, etc. A Fumaça de limpeza é a mais antiga e é também a mais popular do meio xamânico, para purificar pensamentos, sentimentos e espíritos. A fumaça restabelece equilíbrio e harmonia transformando a energia através do fogo e purificando com essência de uma planta. Cria um processo físico, pensamento externo, espelho interno ou processo espiritual de equilíbrio e restauração da harmonia.

Muito se falou sobre aromas, perfumes, essência, cheiros, poções mágicas na história da humanidade. Os aromas influenciam nosso astral. O sentido de olfato age principalmente no nível subconsciente, os nervos olfativos estão diretamente ligados com a parte mais primitiva de nosso cérebro, os sistemas límbicos.

Meditação com Tambor

Os nativos norte-americanos associam o toque do tambor as batidas do coração da Mãe-Terra e também ao som do útero. O tambor dá acesso a força vital através de seu ritmo. O tambor é considerado o cavalo, ou a canoa, que leva ao mundo espiritual. É o instrumento que faz a comunicação entre o Céu e a Terra, que permite ao Xamã viajar ao Centro do Mundo. O tambor xamânico produz estados claros de transe e níveis de relaxamento profundo. É também meio de conectar com os pontos mais distantes da grade energética. O tambor sagrado alinha-nos com as forças da harmonia. A harmonia é um atributo universal da consciência, e ajuda-nos viajar, através do espaço do coração. Quando nós ouvimos o tambor ressoar nós criamos uma possibilidade de oferecer a vida para nos e o universo inteiro.

Hora de Poder

Celebração da Germinação - Jornada do Animal Guardião

Nesta jornada com o tambor impulsionada pela força da Ayahuasca, honramos e estudamos o totem animal. Ao fundir-se com ele estará honrando a essência espiritual, a energia que está por trás dele. Assim poderá chamar a sua energia sempre que necessário. Uma força real. Trabalhando essa energia aprende-se a linguagem da natureza, abrem-se mistérios, segredos e ganhamos um aliado.

Canções de Poder

Os formosos cantos que emanam sua energia do Céu aqui na terra, no mar, nos rios. Os formosos cantos da energia da Ayahuasca, do cipó e da folha, do masculino e feminino, sol e lua, força e visões.

Ritual do Fogo

No templo estaremos, o tempo todo, ligados pelo nosso irmão "Fogo" no centro de nosso circulo. Faremos nossos agradecimentos ao "Grande Espírito" oferecendo Tabaco no "Fogo Sagrado". Neste festival do fogo queimamos nossa negatividade no Fogo Sagrado, usando seu poder destruidor e enviamos nosso pedidos através da fumaça para chegar até o Grande Mistério, utilizando o poder criador do fogo.

O fogo é relacionado com o espírito e associado a consciência, a iluminação. Sem o fogo do Sol iluminando a terra, a vida acabaria. É do casamento do Sol com a Lua que nasce nova vida na terra e a perpetua.. O fogo energiza, é o elemento da transmutação, o reino da espiritualidade, da sexualidade e da paixão. Expressa-se particularmente na criatividade, entusiasmo e movimentação, comportamento extrovertido, versatilidade. O fogo procura a expressão com as ideias. Iniciando novas ideias, consolidando ideias aceitas, mudando ideias. Tem fluidez, claridade, mobilidade.

Ritual do Tabaco

O tabaco aqui citado, não é industrializado, e sim o Tabaco Xamânico. O Tabaco sempre foi considerado pelos índios como uma Planta de Poder, porém caiu em maus uso pelos brancos, perdendo sua força original e seu poder, sendo usado de forma viciante, responsável por terríveis males no organismo. Trata-se de uma planta ancestral, que caiu em mau uso pelos brancos, e perdeu seu poder original, transformando-se numa substância viciante, responsável por terríveis males no organismo.

O tabaco selvagem é uma planta muito poderosa e curativa, em seu estado original e na forma correta de sua utilização, SEM TRAGAR. O tabaco é considerado uma das plantas mais sagradas do xamanismo. Ele fumado no Cachimbo Ritualístico ou na palha do milho, carrega as preces e pedidos para o Universo.

É usado para fazer oferenda aos guardiões, ao Grande Mistério, etc.Fumar tabaco ( em ritual ) é evocar o Plano Espiritual. Ele é o totem vegetal da Direção Leste, do Elemento Fogo. E, como tudo que é fogo, é ambíguo. Pode elevar, transmutar ou pode destruir.Quando o tabaco é utilizado espiritualmente, traz purificação, centramento, transforma energias negativas em positivas, serve de mensagero.Quando utilizado como vício pode matar.

Aplicação de Sananga

O Colírio Sananga é extraído de um arbusto das regiões amazônicas, utilizado pelos índios. Do interior de sua raiz, é extraído um sumo em decocção, o qual é utilizado para a cura das panemas, doenças espirituais segundo os índios. Também para enxergar a floresta à noite e despertar a visão interior.

Ritual do Rapé

O rapé é um pó feito de plantas, e entre elas o tabaco, e é assoprado através de um instrumento de poder (canudo)nas narinas. Segundo a sabedoria indígena o rapé coloca-nos em contato com os espíritos de cura da floresta que nos trazem poder e força. Também para problemas tais como: sinusite, dor de cabeça, nariz congestionado. Também produz estados especiais de consciência.

Meditação com Tijeta de Cristal (Crystal Bowls) e Sinos Tibetanos

O tom de puro do cristal produz uma vibração que ressoa nos chackras criando uma atmosfera de pureza nos ligando com altas esferas , preenche a aura, equilibrando o corpo sutil, juntamente com sinos tibetanos produzidos com 7 metais. Altera a percepção, expande a consciência e acessa partes do nosso cérebro liberando químicas corporais que podem suprir dor, reforçar a vontade, produzir insights

Musica da Alma

Som orgânico (com todos os instrumentos tambores, maracás, etc). Os participantes poderão levar seu instrumentos de poder (tambores,maracás, etc) Abertura para aqueles que queiram apresentar seus trabalhos, canções, preces, etc.

Meditação com sons harmônicos vocais

Cerimônia do Pau-Falante

Meditem no uso da palavra. No poder da palavra. No quanto as pessoas retém energia na garganta. O Pau-Falante é utilizado especificamente por nativos norte-americanos. Trata-se de um pedaço de pau consagrado para que se apresente o "Sagrado Ponto de Vista "

Neste ritual não pode ser utilizada nenhuma palavra que não represente a verdade. Só fala quem estiver com o pau-falante na mão, os demais permanecem em silêncio . É uma forma de honrar a sabedoria dos outros.

A saúde mental prevalece quando o que expressamos pela boca, corresponde ao que acreditamos no coração. Somos mentalmente sadios quando acreditamos no que sentimos. Quando a boca diz o que o coração não sente , ou quando a cabeça sabe de algo que o coração não aceita , mais cedo ou mais tarde o desequilíbrio aparece.

A cura é é baseado nesta consciência. Aquele que fala a verdade está se curando. Mas é uma cura para o grupo todo porque porque cada um individualmente é escutado, no silêncio e na reverencia, e a compreensão se abre

Comida e Água Ritual

Consagração de sementes ao fogo, comidas sagradas (milho e frutas), entrada ritualística de água fluidificada

Mais informações:

11 3721 3748 ou 11- 96398-8851 COM FANY CAROLINA

OU PELO E-MAIL: voodaaguia@xamanismo.com.br

img

Lammas ou Lughnasadh - Por Mirella Faur

Lughnassadh, o primeiro dos três festivais celtas da colheita, homenageia o deus solar Lugh. Consorte de Dana, Lugh "morria" no ...• momento da colheita dos grãos e era "enterrado", no plantio das sementes, para poder renascer nas próximas colheitas.

No mundo antigo, havia outras celebrações da colheita, como a Ceresália, em Roma, dedicada à deusa dos grãos Ceres; a Dança do Milho, dos nativos norte-americanos; comemorações para a deusa Ísis, no Egito e para os deuses Dagon, na Fenícia; Dummuzi, na Suméria; Attis, na Anatólia; Tammuz, na Assíria; Lleu Llaw Gyffes, na Irlanda; Netuno, em Roma e Thot, no Egito. Cada um desses deuses morria e renascia, tendo sempre uma mãe ou consorte para pranteá-lo, apesar dela ser, às vezes, a causadora de sua morte. Nos mitos, é evidente o tema do casamento do Deus com a Deusa e seu sacrifício, simbolizado na morte da natureza e na colheita dos grãos.

Enquanto do ventre da Deusa nascem as colheitas de grãos e frutas, o Deus se funde aos grãos e, ao ser sacrificado, entra no mundo subterrâneo. Apesar da abundância reinante, a atmosfera é de luto, pois a Deusa e a natureza lamentam a morte anual de Deus. Mesmo sendo um festival de morte, Lughnassad representa também a alegria, anunciando o renascimento do Deus em Yule. A vida se torna a morte e a morte torna-se a vida, o mistério eterno da criação.

O nome anglo-saxão deste Sabbat era Lammas, que significava ''A Missa do Pão", representando o mito do Rei dos Grãos que morre junto com eles para alimentar e preservar a vida. Na Roda do Ano, Lammas se opõe a Imbolc, representando a Deusa como mãe dos cereais. Nos países celtas e eslavos, das últimas espigas de trigo ou milho, confeccionavam-se as "Mães dos Grãos" ou "Corn Mothers", em cujas efígies acreditava-se que permanecia a essência da Deusa, sendo guardadas para serem enterradas nos plantios da próxima primavera.

Nos círculos de mulheres, celebra-se a conexão com a natureza e com todos os seres da criação. A Deusa é reverenciada em seu aspecto de Mãe dos Grãos e Senhora dos Animai\, celebrando-se os resultados das energias movimentadas no solstício de Verão. As Deusas relacionadas a este Sabbat são as senhoras dos cereais, dos animais e da abundância, como Ártemis, Bast, Bau, Ceres, Dana, Deméter, Epona, Gaia, Habondia, Mawu, Oddudua, Rhea, Tailtu, Tonantzin, A Mãe do Milho, A Mulher que Muda e A Rainha da Terra Amarela, entre outras.

Os elementos ritualísticos são os símbolos da colheita, principalmente a "Mãe dos Grãos" e a "Roda do Sol", confeccionadas a partir de espigas e palha de milho, enfeitadas com fitas amarelas, cor de laranja, verdes e marrons. As velas são laranjas, douradas e verdes; o incenso e a essência são de sândalo, louro, alecrim, flor de laranjeira ou coriandro, O altar é decorado com frutas cítricas, produtos da terra (espigas, tubérculos e verduras), representações do Sol e dos animais totêmicos (leão, águia, salmão e galo), objetos dourados, flores ou sementes de girassol e abóbora e miniaturas de ferramentas agrícolas. Fazem-se oferendas de grãos para a fogueira - simbolizando o Sol- e para a Mãe Terra ou para as Mães dos Cereais. As pessoas confeccionam colares mágicos com grãos de milho, sementes de girassol ou pedacinhos de casca de laranja, mentalizando os resultados de sua colheita ou as sementes para o próximo plantio. É uma data propícia para a bênção dos animais de estimação, invocando a Senhora do Animais. Comemora-se com pão assado na fogueira, bolo de milho, canjica, torta de cebolas, arroz doce, cerveja ou chá de ervas ou de noz moscada com cravo e canela.

O tema para meditação é a avaliação realista da colheita pessoal, contando os sucessos e os fracassos. Avalie também tudo aquilo que você deveria abrir mão ou rejeitar, limpando, assim, a terra e guardando novas

  homepágina inicial  e-mail e-mail   e-mail