login

Universo Xamânico

A Busca

A MISSÃO

O que é Xamanismo?

O Xamã

Cosmologia Xamânica

Estados Alterados

Xamanismo - O Retorno

Eco-Xamanismo

Ritos e Cerimônias

Xamanismo e as Religiões

Calendário Sagrado - 8 ESTAÇÕES

Inverno - A Renovação

Primavera - A Ativação

Verão - O Crescimento

Ancestrais - As Raízes

Direções Cardeais

Direções Colaterais

Elementos & Elementais

AR - Corpo Mental

FOGO - Corpo Sutil

ÁGUA - Corpo Emocional

RELACIONAMENTOS

TERRA - Corpo Físico-Saúde

Xamanismo e as Crianças

Xamanismo Corporativo

GLOSSÁRIO XAMÂNICO




mural

Topic list: Capa.WebMensagem001, Capa.WebMensagem002, Capa.WebMensagem003, Capa.WebMensagem004, Capa.WebMensagem005, Capa.WebMensagem006, Capa.WebMensagem007, Capa.WebMensagem008
Number of Tips: 8
Random Number: 6
Web.Topic: Capa.WebMensagem006
Dot pos: 5
Web: Capa
Topic: WebMensagem006
Full URL:  

O importante na missão
É saber quem você é,
Por que você está aqui,
Aonde você tem que ir,
Agora mesmo aonde está,
E o que precisa prá chegar.
Léo Artése



lojinha

animal_poder.jpg

Verão - O Crescimento

A ESTAÇÃO DO CRESCIMENTO, DA INOCENCIA, FÉ E CONFIANÇA

Desde tempos pré-históricos o verão marcava uma época feliz do ano. A Terra é banhada com calor e vida, toda a natureza vibra sob o Sol poderoso encerrando e começando um novo ciclo da Roda da Vida aqui no Hemisfério Sul, fazendo a Roda da Vida girar e marcando o início da colheita. Liga o cérebro ao Céu, mostra os ciclos celestiais que ordenam o mundo e nos mostra como organizar nossas vidas.

As estações sagradas marcam começos e finais, cada uma representando o fim do velho e abrindo um capítulo novo na nossa experiência e evolução individual e coletiva. No outono as folhas secam e caem junto com as sementes do futuro que serão renovadas e terão seu crescimento interior (enraizamento) no inverno. Na primavera as sementes viram plantas e no verão desabrocham botões, flores e frutos.

O verão é o período de florescimento, onde os dias são mais longos. É a estação da expansão onde tudo atinge o seu ápice, o calor, a chuva, a colheita, as emoções, o clímax da expressão criativa. É o momento do crescimento e do progresso rápido. Nesse momento a Terra generosamente nutre seus filhos. Simboliza a força do Sol do meio-dia, que irradia calor em todas as direções. A energia vital manifesta o seu auge e resplendor. Porem, o momento culminante da luz do Sol é também o inicio de seu declínio.

Os Ventos do Norte no verão nos convidam a passar mais tempo fora, para gozar o sol quente do verão, quando tudo no mundo natural floresce e exala fragrância.. Então, o norte é relacionado ao rápido crescimento, florescimento e desenvolvimento. As pedras que brilham e esquentam ao sol e armazenam calor, os animais crescem rapidamente, há abundância do reino vegetal.

O PORTAL DAS ÁGUAS E DAS EMOÇÕES

Devido as grandes evaporações de águas que geram as chuvas, nossa busca para nos refrescarmos, por perdermos e ingerirmos mais líquidos, muitas tradições associam o verão ao Elemento Água. No pensamento nativo, assim como não devemos bloquear as águas de um rio, também não devemos bloquear as nossas emoções. Ou seja, deixarmos fluir. Águas fluem e contornam todas as formas e fazem seu próprio nível. Os ancestrais reconheciam a água como o aspecto feminino da Fonte da Vida, associada com a fertilidade. A Água é usada no xamanismo como um grande agente de cura. Ela dissolve e carrega impurezas. A água é a fonte da vida, a mãe de todas as coisas. O elemento Água afeta os desejos, é percebido através dos sentimentos e das emoções.O verão é a estação para estudar relacionamentos e onde somos testados para dar e receber amor em muitos sentidos, para explorar o amor, explorar os relacionamentos e explorar o mundo a sua volta, para explorar quem somos nós. O portal do coração, das emoções. Bom momento quando necessitamos curar nosso coração, aprender a amar, e a deixar de lado tudo o que não é amor ( ódio, medo, inveja, ciúme, raiva...) Ensina também sobre sexualidade e sensualidade.

Devido a sua fluidez, as emoções humanas são ligadas com a água. Aprendemos que achamos harmonia quando damos com o coração, com as nossas emoções. Muitos expressam suas emoções pelo medo da vulnerabilidade e não expressam os verdadeiros sentimentos. Quando damos presentes, com o coração expressamos amor através deles. Nós também precisamos dar de nós mesmo e falhamos quando seguramos nossas emoções.

De acordo com os ensinamentos da Roda Medicinal dos nativo-americanos, adaptado ao Hemisfério Sul, no verão vivenciamos o período da Direção Norte. Um misterioso poder de mudança e crescimento. O lugar para retornar à inocência e adquirir fé, confiança. Nessa direção nossa fé é testada e fortalecida. O Portal da inocência e da humildade. É a direção das emoções, dos sentimentos, da criança interior, das brincadeiras e jogos.

Quando não estamos equilibrados emocionalmente, quando sofremos por nossos sentimentos, quando duvidamos da nossa capacidade de dar e receber amor, quando falta fé no Criador e no Mundo a nossa volta, quando nos esquecemos de ser criança, quando não temos tempo para nos divertir, essa é a posição que devemos procurar. O verão é o momento do Calendário Sagrado para queimar ressentimentos antigos. Queimando, liberando coisas velhas para criar vácuo para coisas novas. Inspira o estabelecimento de novas metas,o crescimento de nossos projetos. Afasta influencias antigas, descarta o que não nos serve mais, harmoniza a vida familiar, nos prepara para mais um ano. Os espíritos do verão inspiram quem procura um novo amor e quem quer se curar de um amor antigo. O Espírito do Verão, chamado pelos nativo americanos de Shawnodese, carrega o poder do amor, do coração aberto. O poder do crescimento.

O Reino Vegetal

O pensamento nativo da Roda Medicinal atribui ao momento do verão, a regência do Reino Vegetal, que cobre a Terra com generosidade e abundância. O escritor de xamanismo Kenneth Meadows, discorre sobre o especial relacionamento que o "Espírito do Verão" tem com o Reino Vegetal que são as formas de vida que incluem árvores e plantas, ervas e flores, fungos e vegetações de todos os tipos:

Árvores são partes vitais e essenciais para a Terra. As florestas são como o pulmão do planeta, respirando gazes de monóxido de carbono que a vida humana e animal expele e exalando o oxigênio que as vidas humanas e animais necessitam inalar. Plantas e árvores provêm dos reinos animal e humano de nutrição. Flores, ervas e plantas possuem propriedades medicinais que suavizam, curam e restauram o corpo para um equilíbrio e para que possa funcionar efetivamente. Como esta é a direção do doar, o Reino Vegetal, tudo nos dá. A Morada, alimento, remédios, oxigênio....Aqui o convite para conhecer as plantas e arvores que dividem conosco a vida na Terra. Aqui o lugar para conhecer as "Grandes Curadoras" de nosso planeta. O reino vegetal garante a vida e o crescimento de todas espécies.

A Lua

O corpo celestial da direção Norte da Roda do Hemisfério Sul é a Lua, que rege nosso corpo emocional, a direção da fé. Nosso meio ambiente na Terra é afetado pela Lua, assim como nos corpos de todos os seres vivos. Por aproximadamente 28 dias ela circunda a Terra. Este ciclo é a origem do mês. A Lua controla as marés, movimentando toneladas e toneladas de água, imagine o que pode fazer com as águas de nosso corpo.? O poder magnético da Lua, combinado com o movimento da Terra, movimenta oceanos e rios.

Ela influencia o fluxo da seiva das árvores e plantas e os fluidos corporais, incluindo o ritmo do sangue, a menstruação, ciclos de gestação e mesmo o cérebro. A Lua representa as profundezas do inconsciente. Suas 3 fases refletem seu poder sobre o Céu, Terra e sombras. É o princípio da reflexão, pois reflete a Luz Solar. Ela é misteriosa, suas formam mudam a cada ciclo, chegando até a desaparecer inteiramente de nossos olhos.

A Lua nos dá uma maneira para compreender e celebrar as mudanças de fases que passamos por nossa vida. A lua do nascimento determina seu ponto inicial na Roda da Vida dos nativo-americanos, assim como as vidas passadas . Influencia na pesca, nas colheitas, bem como cães, lobos, raposas, coiotes, chacais, que lhes rendem homenagens. Há anos estudamos os mistérios da lua, regente do verão, em estados especiais de consciência e nos deixamos entrar no princípio da reflexão. Há anos viajamos embalados pela Senhora do Inconsciente, através dos nossos sonhos, e, somos convidados a examinar suavemente, serenamente, as nossas próprias sombras. Esse exame, conduz a uma nova forma de pensar, baseado nas virtudes, nos valores transcendentais e nos direciona na Jornada de Nossa Alma, nossa missão. Isso quando temos a sabedoria de colocar em prática aquilo que estudamos.

O Coiote

img


O Coiote assombra nossos sonhos, quando decidimos ser sérios demais, adultos demais, e sufocamos a nossa criança emocional Numa das versões da Roda Medicinal.

Wabun descreve o Coiote como o Animal Guardião que representa "Shawnodese", o Espírito Guardião do Verão.

O Coiote significa várias coisas para os povos nativos. Para alguns uma forma do Criador, para outros é o palhaço, um bobo que se engana mais do que engana os outros. Para uns ele é um estorvo, um ladrão, um vagabundo. Para outros ele é o símbolo da liberdade e do mistério.

O truque favorito do Coiote é fazer você se apaixonar, mais frequentemente por uma pessoa muito diferente de você e de como você idealizou seu parceiro. A atração é a cola que atrai as pessoas para aprender as lições da vida. O amor é o cimento que liga, enquanto quiserem aprender um com o outro.

São os famosos namoros de verão...Namoros de férias ou amor de carnaval. O discernimento do que procuramos numa relação determina a forma de buscarmos e o que colheremos depois. O verão também nos possibilita dar os primeiros passos em direção à própria maturidade.

Segundo os ensinamentos da Roda Medicinal (wabun), os 3 portais dos caminhos espirituais do verão, um conjunto de práticas de virtudes, que influenciam nosso corpos (corpo, mente, emoções, alma) são:

Crescimento

No nível físico é crescimento, mudança, desenvolvimento, florescimento, expansão e abertura para novos conhecimentos. No Nível mental significa expansão do conhecimento e autoconhecimento. No nível emocional ajuda a enriquecer as emoções e expansão dos limites. No espiritual , evolução, desenvolvimento, estar pronto para novas responsabilidades

Confiança/Fé

No nível físico é estar disposta para se entregar à vida. Aprender sobre entrega e estar certo de si mesmo.No nível mental para deixar de lado as suspeitas, fortalecer a crença em algo, ter abertura mental e abrir-se para intensos aprendizados. No nível emocional é a capacidade de dar e receber amor. No nível espiritual é deixar o Criador atuar e confiar sem medo na sua ajuda. Aprende-se sobre fé verdadeira e confiança nos relacionamentos com todos os seres

Amor

No nível físico é o prazer que se expressa pela energia sexual. Para ter mais prazer na vida. No nível mental, para curas emocionais, para se comunicar melhor, para aceitar a sí mesmo e aos outros, ter honestidade. No nível emocional é encontrar devocão, ternura, compaixão, encanto, alegria, êxtase, paixão. No Nível espiritual e descobrir o verdadeiro sentido da devoção, transcendência e amor incondicional e a verdadeira dedicação para servir “Todas as Nossas Relações”. Para estabelecer a verdadeira conexão entre Criador e Criação.

A Roda Medicinal marca também as luas do período do Verão:

LUA DO VERÃO - 22 de dezembro a 19 de janeiro

Esta Lua convida para um tempo de descanso e renovação. Ela não permite transparecer as emoções, mas sinaliza para interiorizar e descansar. Refletir as ações do passado, preparando-se para o futuro. Ela pede para ser adaptável, flexível, prudentes, correto na conduta.

LUA DA COLHEITA - 19 de janeiro a 18 de fevereiro

Esta lua nos ensina como trabalhar com o centro do coração, como demonstrar afeição, como encarar medos, e como desenvolver as habilidades de liderança. Esta lua ajuda a desenvolver a coragem e o poder. As pessoas vivenciando a energia do Esturjão, devem se precaver contra a impulsividade, arrogância e a tendência a dominar qualquer cenário

LUA BRILHANTE - 19 de fevereiro até 20 de março

Esta é uma lua de mistério. Pede mudanças rápidas, e preparação para tempos de crescimento. Intensifica lado inquieto da natureza, aumenta a habilidade para lidar com energias próprias. Sua dádiva de pureza ajuda a ter pureza espiritual Assim como as flores desabrocham no verão, também desabrochamos, usamos pouca roupa e saímos mais de casa. É o período da extroversão, falamos mais, suamos mais, por isso é importante também, comer muitas verduras, folhas verdes e principalmente muitas frutas para repor os minerais. Tome muito líquido!!

O Momento do Verão

É um momento de contar histórias de verões passados, de tornar consciente o momento, da fé que total que temos no levantar do sol, nos ciclos da lua, no movimento das estrelas e reconhecer e fazer conexões com o universo . O momento de experimentarmos os relacionamentos do tipo “ganha-ganha”, para praticarmos o jogo da gratidão, cerimônias de dar e receber

O Verão é a estação dos Relacionamentos. Creio que o maior desafio que teremos para esse novo milênio é o de harmonizar nossos relacionamentos, nossas relações. Harmonizar relações / relacionamentos em todos os níveis : na família, na relação homem e mulher, com os filhos, com os pais, com chefes, com subordinados, com fornecedores, com clientes, com companheiros de trabalho, vizinhos, amigos em geral.

E é claro, relacionamento consigo mesmo, com Deus, com sua crença/religião....ou seja : Tudo na vida é relacionamento, pois hoje mais do que nunca, temos que nos relacionar com o meio-ambiente, com a nossa alimentação, com a escola de nossos filhos, com os amigos de nossos filhos.......... Vivemos numa rede interminável de relacionamentos ! Se a vida é a dança das Relações, é sábio aprendermos cada vez mais a dançar, em harmonia com tudo o que nos cerca.

Adaptando o calendário do xamanismo celta para o Hemisfério Sul, é a estação de Litha, quando o véu entre o mundo das fadas fica fino. É o momento mais poderoso para o Deus-Sol.

Para os Pagãos contemporâneos, Litha é um momento de brilho, purificação e cura. É um tempo para meditar sobre os aspectos da luz e escuridão, tanto dentro de nós e no mundo que nos rodeia. Litha é também um momento de celebração ao ar livre e aproveitar o calor do sol e da beleza da natureza. Rituais e celebrações que envolvem fogueiras, música são comuns durante este tempo.

Litha é considerado o melhor tempo para colher ervas medicinais, pedidos de amor, prosperidade e cura. Ele também pode ser um tempo para meditar sobre o equilíbrio entre luz e trevas, tanto dentro de si e do mundo ao seu redor.

Segundo Mirella Faur, em Litha, a Deusa e o Deus vivem o êxtase da união, onde a natureza comemora com a beleza das flores e frutos. Festejava-se também a paternidade e a glorificação da Luz.

Na medicina tradicional dos nativos americanos, é usado uma frase de poder, um mantra :

Mitakuye Oyasin, que significa " Por Todas As Nossas Relações. É um mantra que nos harmoniza com o Universo. Significa Todas As Nossas Relações com todos os seres, em todas as nossas vidas na Terra, desde um inseto ou ser rastejante, até seu irmão de sangue.

Os nativos aprenderam a viver a completa beleza que somente o verdadeiro contato com a natureza pode trazer. Os nativos americanos, por exemplo tem 4 mandamentos básicos :

1 - Respeito à Mãe-Terra

2 - Respeito ao Criador ( Wakan Tanka )

3 - Respeito por irmãs e irmãos

4 - Respeito à liberdade individual ( liberdade que não agrida irmãos e Mãe Terra )

Há o conceito que todas as coisas boas chegam das " Quatro Direções Sagradas " ( norte, sul, leste, oeste ) que contém todo o Universo.

O Criador colocou as quatro raças ( brancos, vermelhos, amarelos e negros ) em suas respectivas áreas, e aparece para cada povo de diferentes maneiras e caminhos,para trazer beleza e harmonia.

Todos os seres, sejam homens, animais, plantas, minerais, peixes, pequenas criaturas, etc.,possuem espírito. Tudo está ligado, conectado com a Alma do Mundo. Por entender que Deus está presente em toda a vida, honro " Todas As Nossas Relações". Acredito que Deus ama igualmente todas as suas criaturas.

Estamos ligados com a Fonte de Vida do Universo. Cada partícula do nosso ser e de todos os seres pertence à Mãe-Terra e Pai Céu. Nós e todas as coisas, somos Sagrados.

Chama-se "Por Todas as Nossas Relações" : para força, para guiança e para sabedoria.

Eu agradeço por Todas As Minhas Relações ao Criador, ao Universo, a cada uma das Quatro Direções, ao Pai Céu, a Mãe Terra, e a Todos os Elementos.

Eu agradeço a todas as coisas que têm vida em meu próprio ser e que são sagradas para mim. Cada uma delas tem uma razão sagrada para existir. Agradeço ao Grande Círculo da Vida e a relação com outras pessoas, que criaram e criam um fluxo especial de energia que posso chamar de "minha vida".

Por honrar nossas relações no modo de vivermos cada dia, no modo que pensamos e agimos nós honramos o sagrado fluxo chamado "vida" e, através desse fluir de energia do Grande Círculo da Vida, que nós não apenas sobrevivemos, mas vivemos realmente, e experimentamos a vida na sua completa beleza, através do Poder das Relações.

Bibliografia consultada:

Kenneth Meadows – The Medicine Way – Element Sun Bear, Wabun Wind & Crysalis Mulligan – Dancing With The Wheel – Fireside Richard Wilhelm – I Ching - Pensamento Willian Bloom – Tempos Sagrados – Triom Richard Heinberg – Celebrando os Solstícios - Madras

  homepágina inicial  e-mail e-mail   e-mail